Segurança e luto por tsunami marcam peregrinação muçulmana

| 20/01/2005 - 00:00


Mais de 2 milhões de peregrinos muçulmanos chegaram na terça-feira ao acampamento de Mena, no primeiro dia da peregrinação do haj, marcada neste ano pelo luto pelas vítimas do tsunami e por preocupações com a segurança.

Os milhares de peregrinos da Ásia, continente que abriga a maioria dos muçulmanos do mundo, deram ao haj um significado particular, por causa da tragédia das ondas gigantes do fim de dezembro.

Ao mesmo tempo, a Arábia Saudita montou o maior esquema de segurança da história para evitar ataques ou pisoteamentos como o do ano passado, que matou 250 pessoas. A peregrinação do haj deve ser feita pelo menos uma vez na vida pelos muçulmanos.

Leia mais no UOL


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE