Ulemás permitem excepcionalmente o consumo de carne de porco na Indoné

| 12/01/2005 - 00:00


Os sobreviventes indonésios do maremoto de 26 de dezembro podem consumir sem problemas de consciência a ajuda alimentar emergencial enviada pela comunidade internacional, inclusive se for carne de porco, algo estritamente proibido pelo Islã em circunstâncias normais, anunciou a máxima autoridade religiosa na Indonésia.

O Conselho de Ulemás da Indonésia, o maior país muçulmano do mundo com mais de 90% dos 210 milhões de habitantes de confissão muçulmana, informou ter publicado uma "fatua" (decreto religioso) comprovando a idoneidade dos alimentos para a religião devido à situação de desespero dos sobreviventes da catástrofe.

Leia mais no UOL


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE