Partido político faz campanha contra minorias religiosas

| 03/12/2004 - 00:00


O BJP, Partido Bharatiya Janata, desesperadamente buscando sua volta ao poder federal na Índia, está retomando sua política antiminoria conhecida como Hindutva ou nacionalismo Hindu. Caso seja implementado, cristãos e muçulmanos poderiam ficar à mercê de extremistas hinduístas.

Na reunião executiva nacional na semana passada em Haridwar, o BJP reelegeu L. K. Advani para a liderança do partido. Advani já esteve envolvido na justiça por seu envolvimento na destruição de uma mesquita.

Em um discurso pesado, Advani declarou seu compromisso com seu partido em construir uma Índia Hinduísta e chamou o partido de um "instrumento escolhido do divino". O colega e ex-premier de Advani, Atal Bihari Vajpayee, endossou a plataforma agressiva.

Analistas políticos dizem que os planos do BJP em motivar ainda mais o sentimento anticristão e antimuçulmano em toda a nação, é no sentido de impulsionar o desempenho eleitoral nas urnas e manter presença na administração federal.

"Queremos que nosso adversário fique de sobreaviso", disse Advani. "Se alguém tentar tomar parte do secularismo e se entregar ao anti-hinduísmo, o BJP irá se preparar para ir até as últimas conseqüências".

Recentemente, em um evento nacional no norte do país, o chefe do BJP garantiu aos líderes da Rashtriya Swayamsevak Sansg (RSS), um movimento ideológico, que o partido voltará aos seus valores Hindutva para moldar suas decisões políticas.

Ao se comprometer com a agenda política de uma "Índia Hindu", o BJP provavelmente irá lançar campanhas agressivas contra comunidades cristãs e muçulmanas. Líderes cristãos e de outras minorias temem uma nova onda de perseguição junto com linhas de mobilização de massa ideológica, que precederam a destruição da mesquita em Ayodhya em 1992.

Advani tem chamado a conversão das tribos hindus ao cristianismo como fraudulenta. "Qual o motivo de levantar uma voz contra tais conversões fraudulentas de tribos pobres e outras pessoas indigentes consideradas um ato comunal nesse país?" perguntou ele. "É chegada a hora de proclamar, e proclamar com toda a coragem e convicção, que a Índia é secular principalmente por causa do Hinduísmo. Tire todos os hinduístas e não sobrará nada da Índia".

A constituição nacional declara que a Índia é um estado secular, claramente provendo liberdade de propagar qualquer religião ou causa social.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE