Dois cristãos são mortos em ataque muçulmano

| 01/12/2004 - 00:00


As autoridades prenderam dez militantes muçulmanos em Dutse, capital do estado de Jigawa, norte da Nigéria, por perpetrarem um ataque a uma equipe de missionários no dia 23 de novembro. O incidente resultou em duas mortes e pelo menos vinte pessoas feridas.

De acordo com a polícia, a ação agressiva dos militantes contra o New Life For All Gospel provocou uma violência com cristãos locais. Alguns muçulmanos se juntaram aos cristãos contra os militantes.

O oficial da promotoria policial, Yerima Inuwa, disse à Corte Suprema de Dutse, na quinta feira passada, que os militantes foram acusados de acordo com o código penal 113 e 248.

De acordo com o oficial, os militantes, fortemente armados, atacaram essa equipe de evangélicos durante um evento ao ar livre. O tumulto então aparentemente surgiu entre militantes e moderados muçulmanos, sendo que estes últimos mostraram a desaprovação aos ataques contra os cristãos.

O oficial Inuwa disse à Corte que uma equipe de policiais móveis, sob o comando do inspetor Muhammad Yakubu, aportaram para colocar a ordem no local. Yakubu e sua equipe prenderam os dez militantes.

A polícia apresentou somente seis dos militantes na quinta feira perante a justiça, explicando que os três restantes foram internados no Hospital Geral de Dutse, devido aos ferimentos.

O atual Juiz Muhammad Abudajar, agendou a audiência para o dia 06 de dezembro em reposta a um pedido dos oficiais da polícia, que pediram tempo para concluírem as investigações. Abudakar deu ordem aos militantes presos para comparecerem no tribunal.

"Esse ataque é o segundo no ano em que cristão são agredidos sem qualquer provocação", disse à CompassDirect o Rev Umaru Dutse, presidente da Associação Cristã da Nigéria (ACN). "O ataque pelos extremistas muçulmanos aconteceu quando grupos de evangelismo saíram às ruas".

A New Life For All é um ministério interdenominacional iniciado no ano de 1969 como um esforço conjunto de igrejas evangélicas no norte do país para pregar o Palavra na região. De acordo com a ACN, membros de sua equipe estavam entre os feridos neste fatídico dia.

Em novembro do ano passado, extremistas muçulmanos queimaram dez igrejas e destruíram mais de 100 propriedades pertencentes a cristãos na cidade de Kazaure. Esses ataques custaram a vida de vários cristãos no estado de Jigawa.

"O ataque contra nós é premeditado e evidencia a perseguição contínua da comunidade evangélica aqui", disse Dutse. "Temos passado por isso há vários anos, e a situação está se tornando cada vez mais complicada".


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE