Instituto médico expulsa estudantes cristãs

| 19/09/2004 - 00:00


Duas estudantes cristãs foram expulsas de sua faculdade em Nukus, capital da região autônoma de Karakalpakstan, noroeste do Uzbequistão, em retaliação por fazerem parte de uma igreja evangélica não registrada na cidade, a Igreja de Cristo. Fontes que preferiram não serem identificadas disseram ao Forum18 que as estudantes Aliya Sherimbetova e Anista Shirin Artybayeva foram expulsas no início desse mês.

A administração da instituição também disse que as duas universitárias estavam sendo expulsas porque a informação sobre elas estava sendo publicada na internet, possivelmente uma referência ao Forum18, sobre a pressão das mesmas sofridas no início do ano.

Apesar das tentativas repetidas, o Forum18 não conseguiu descobrir, da parte do Instituto Médico, o motivo da expulsão. Os que atenderam os telefonemas do Forum18 nos dias 15 e 16 disseram que o diretor, Oral Otaniyazova, não se encontrava em seu escritório e o diretor, Abdurashid Parakhatdinov, não estava disponível todas as vezes que em que ele foi procurado.

Aliya, Anista e outros universitários evangélicos em Nukus estão sendo sujeitos a uma campanha policial do serviço secreto desde o começo do ano. Um professor do Instituto fez uma batida em um apartamento residencial alugado por Aliya, Anista e duas outras estudantes em abril, confiscando literatura cristã e forçando-as a se mudarem para alojamentos comunitários. O professor também disse às estudantes que seria melhor se trabalhassem como prostitutas ao invés de lerem esse tipo de literatura.

No mesmo mês o promotor municipal M. Arzymbetov escreveu ao diretor do Instituto, Otaniyazova informando que Anista fazia parte da Igreja de Cristo, descrita como uma "seita ilegal", exigindo a sua expulsão.

Em junho, a polícia secreta, o Serviço de Segurança Nacional (SSN) escreveu para a Universidade de Karakalpak, também localizada em Nukus, identificando três estudantes como sendo de uma "seita protestante banida". Os professores alertaram que a associação com essas seitas levaria a expulsão. As igrejas protestantes também passam por ameaças e pressões na cidade.

Até agora, a pressão para com os estudantes evangélicos no país tem sido feita somente em Karakalpakstan, região onde é praticamente impossível para as igrejas cristãs de qualquer denominação obter registro junto ao governo. A lei do país bane atividade não registrada de qualquer credo.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE