Igreja evangélica de Puerto Asís sofre ataque

| 09/09/2004 - 00:00


Três homens encapuzados dispararam contra templo evangélico em plena hora do culto, no Sábado à noite, em Porto Asís, no sul do país, matando três fiéis e ferindo outros 14, entre eles dois menores.

A gente corria para todos os lados sem saber o que fazer, contou o pastor da Igreja Aliança Cristã, Francisco Sevillano. Ele disse que o ataque foi perpetrado por prováveis guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC). No momento do ataque, 45 pessoas, entre adultos e crianças, assistiam ao culto.

Os pistoleiros, aproveitando a escuridão do local, que não conta com iluminação pública, iniciaram os disparos indiscriminadamente contra os fiéis.

Tudo estava na escuridão. Quando os disparos cessaram e conseguimos sair para a rua, encontramos panfletos da frente 48 das FARC anunciando novas ações não somente em Porto Asís, mas em todo o Putumayo, relatou um fiel, que pediu para ficar no anonimato por motivos de segurança.

A equipe médica do hospital São Francisco de Assis, da localidade, revelou a identidade dos mortos no ataque: Adalberto Benavides, Heraldo Guevara e María Lidia Martínez de Zambrano, membros da comunidade cristã. Outras cinco mulheres e sete homens ficaram feridos, entre eles o único notário de Porto Asís, Jorge Arnulfo Santamaría Montoya, que foi transferido para outro hospital por causa da gravidade dos ferimentos.

Segundo as autoridades, o ataque tinha por alvo o notário Santamaría Montoya, que no passado escapou de outros dois atentados. Santamaría é um suboficial da reserva da Polícia, foi deputado e candidato a prefeito, e um dos mais reconhecidos líderes da região do baixo Putumayo.

O pastor Francisco Sevillano disse que nunca havia recebido qualquer tipo de ameaça. Tudo isso nos tomou de surpresa, agregou. O prefeito Jorge Coral convocou os comandantes do Exército e da Polícia a um conselho extraordinário de segurança, e disse que a situação preocupa, pois embora a região já sofrera atos terroristas dirigidos contra a infra-estrutura petroleira, mas jamais contra a comunidade.

Na reunião foi firmada uma recompensa de 10 milhões de pesos a quem fornecer informações que permitam a captura dos autores do ataque.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE