Apesar dos conflitos a Igreja permanece

| 06/09/2004 - 00:00


O conflito duradouro na Colômbia alcançou um recorde não invejável de ser a mais longa guerra civil na história da América Latina. A violência reivindica dezenas de milhares de vidas inocentes a cada ano e desloca aproximadamente três milhões de pessoas, colocando a Colômbia como segunda, após o Sudão, na lista dos países no mundo com o maior número de refugiados internos.

Assombrosamente, a igreja evangélica na Colômbia não somente sobrevive diante do conflito, mas também prospera em muitas "zonas vermelhas", onde grupos ilegais armados combatem a fiscalização do exército colombiano. Desde 1991, Portas Abertas tem preparado cristãos para lidar com a violência na Colômbia através de seminários do curso Permanecendo Firmes Através da Tempestade (PFAT) e outros eventos de treinamento especializados.

No ano passado, mais de 2500 pastores e líderes de igreja participaram de 26 diferentes seções de treinamento em cinco cidades localizadas em diferentes regiões de todo o país. Aproximadamente 1860 crianças e jovens participaram de eventos educacionais elaborados para fortalecer seu compromisso com Cristo diante da violência.

Há poucas semanas, o escritório de Portas Abertas na América Latina recebeu testemunhos dos participantes do curso PFAT, contando dos grandes desafios e árduas vitórias dos cristãos fiéis em compartilhar o amor de Jesus em um país destruído pela guerra.

Um destes testemunhos é de uma igreja em uma cidade situada no norte da Colômbia que, mesmo diante dos tumultos sociais que estão acontecendo, Deus a está levantando como uma igreja vitoriosa e crescente que tem dado glória a Deus. É notável que, de vinte mil habitantes na cidade, cinco mil são membros fiéis da igreja.

Segundo um pastor local, a violência armada na Colômbia levou as pessoas "agarram-se à esperança divina". Isto é evidente no número de visitantes que freqüenta a igreja aos domingos.

As circunstâncias das pessoas deslocadas e feridas pela violência motivaram os pastores a fazer treinamento de como lidar com estes casos. Tais palestras são oferecidas pela Comissão da Paz, Vida e Restauração, que é um ministério da Aliança Evangélica da Colômbia e de Portas Abertas.

Um pastor foi usado por Deus para restaurar membros de sua congregação que chegaram muito feridos e marcados pela violência. Isto permitiu que a comunidade cristã da cidade e das cidades vizinhas se unissem em oração e participassem de vários treinamentos liderados pelos pastores.

Em contraste com alguns lugares, residentes locais receberam com todo o prazer o Novo Testamento quando lhes foi entregue, já que eles consideram ser um verdadeiro presente que pode ajudá-los nos seus problemas. De acordo com um pastor, esta é a maneira mais efetiva de evangelismo.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE