País recebe milhares de cristãos emigrados do Iraque

| 29/08/2004 - 00:00


Fugindo da violência no Iraque, milhares de cristãos iraquianos encontraram domicílio temporário na Síria, muitos com o desejo de emigrar a outros países ou de regressar a seu país quando a estabilidade voltar. Segundo revelava esta quarta-feira a agência AFP, calcula-se que a Síria esteja acolhendo cerca de trinta mil iraquianos cristãos.

Muitos vivem em casas muito pobres ou deterioradas em localidades como Jaramana, a seis quilômetros de Damasco. A imensa maioria não tem trabalho, por isso vivem de economias e de ajudas financeiras enviadas por familiares exilados no Ocidente. Alguns quiseram dirigir-se à Jordânia, mas encontraram dificuldades para receber a permissão de entrada, segundo informa essa mesma agência.

A maioria destes refugiados gostaria de emigrar ao Canadá ou Austrália. Ainda que o regime de Saddam Hussein, assim como a guerra e a violência dos últimos meses, tivessem feito com que os membros da minoria cristã iraquiana abandonassem o país em anos e meses passados, este êxodo se fez mais intenso a partir de inícios de agosto, quando aconteceram atentados contra igrejas no Iraque que provocaram dez mortos.

Quarenta mil cristãos iraquianos deixaram seu país após estes atentados, informou a ministra iraquiana de Migrações, Pascale Icho Warda, sem detalhar quais são os países de destino. Os cristãos, em sua maioria de rito caldeu (em comunhão com Roma), representam em torno de 3% da população do Iraque, de cerca de 24 milhões de habitantes.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE