Al-Qaeda pede para muçulmanos não trabalharem em corporações cristãs

| 27/07/2004 - 00:00


Um site na Internet, filiado a Al-Qaeda, está aconselhando os muçulmanos a evitar estar perto de alvos planejados por grupos terroristas, especificando-os como "cristãos", como relata a Geostrategy-Direct, agência global de inteligência.

A revista on-line Al-Battar Camp, afirmou em uma edição de dia 29 de junho, que essa medida foi tomada para a segurança dos muçulmanos.

Passando esse alerta, o grupo está revelando seus planos para os ataques contra corporações cristãs, empresas aéreas e petrolíferas", de acordo com a tradução feita desse relatório.

O relatório, "Um alerta aos muçulmanos com relação à aproximação a infiéis e opressores", foi escrita por Sheikh Amir Ibn-Abdullah al Amir.

O conselho é: "Se você está trabalhando com os nossos inimigos infiéis, fique atento. Deixe a matriz da empresa que você trabalha para salvar sua religião primeiro, bem como a sua segurança, devendo ser mujahideen o alvo dessas empresas infiéis que possuem aversão em relação aos muçulmanos e atuam com o papel de opositores às nações muçulmanas".

"Fiquem alertas com esses infiéis nesta situação, a fim de que você não fique aflito pelo que estará a favor deles. A Al-Qaeda já avisou e explicou que fará dessas organizações o seu alvo, especialmente as empresas aéreas, petrolíferas e outras que são comandadas por cristãos".

Oficiais da inteligência americana disseram anteriormente que terroristas estão de olho no sistema de transporte, incluindo trens, navios e empresas aéreas como parte da preparação para um grande ataque. Tais métodos incluem carros bombas e seqüestros de aviões.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE