Pastor é solto da prisão

| 11/07/2004 - 00:00


Yusef e outro cristão são os últimos de várias dezenas de evangélicos conhecidos por terem sido presos em maio e posteriormente liberados por oficiais da polícia na província de Mazanderan.

Embora a esposa de Yusefi, Nasrin, tenha sido informada há cinco dias pelas autoridades locais de que seu marido estava para ser solto, ele somente voltou à sua casa no dia seis de julho. Ela e seus dois filhos foram soltos depois de uma semana de detenção.

Assim como outros prisioneiros religiosos, Yusefi foi retirado de sua cela com seus olhos vendados. Antes de ser liberado, ele foi retirado de sua cela por um tempo para que o deixasse confuso. "Sendo assim ele teve que desvendar onde ele estava, e depois achar o caminho de casa", disse uma fonte.

Com quase cinqüenta anos, Yusef converteu-se ao cristianismo quando seguia a seita Baha´i por quase vinte anos. Como pastor, ele passou por várias Assembléias de Deus que não são registradas na região do mar Cáspio.

De acordo com relatos, as autoridades locais no norte do Irã usaram de agressões físicas e métodos interrogatórios pesados contra todos os cristãos protestantes presos desde maio.

Embora nenhum deles tenha se apresentado na corte por acusações formais, eles receberam ordem de parar com o evangelismo, de se reunirem, e de "parar de falar de Jesus", relatou uma fonte.

"Na maioria dos casos políticos e religiosos, não existe tribunal", disse um cristão iraniano a CompassDirect. "Eles simplesmente mandam para um interrogatório".

Outro líder de igreja, preso com Yusefi, pode ter sido solto dois dias antes, disseram as fontes, embora poucos detalhes tenham confirmado isso até agora. "Eles estão com medo de falar a respeito disso no momento, pois estão sob controle, com telefones grampeados e tudo mais", admitiu um amigo.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE