Ataques contra cristãos crescem em Basra

| 05/07/2004 - 00:00


Duas irmãs cristãs iraquianas foram mortas em uma rua durante um tiroteio próximo as suas casas, no sul da cidade de Basra.

Seu pai, Sadah Audishow, afirmou que ele estava esperando por suas filhas na janela, que retornavam do trabalho, quando ele ouviu tiros e viu uma camioneta pick-up branca passando em alta velocidade.

Eu estava esperando minhas filhas chegarem às 17 horas, afirmou Audishow, um cristão assírio, que trabalha e mora na igreja com sua família.

Eu peguei uma delas e ela estava morta. Eu fui pegar a outra, e também a encontrei morta, afirmou ele, usando sua camisa ainda manchada com sangue da noite anterior.

Janet e Shatha, com 38 e 25 anos, respectivamente, trabalhavam para a empresa americana Bechtel.

O motorista que levava e apanhava as irmãs dos seus empregos no aeroporto de Basra estava ferido.

A família levou os corpos das filhas ao norte da cidade de Mosul para o seu sepultamento.

Não recebemos nenhuma ameaça, afirmou o pai. Nós somos pessoas pacíficas, e somente sobrevivemos com o que temos.

Desde o ano passado, um grande número de ataques tem ocorrido contra cristãos na grande Shi-ite Basra.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE