Missionário escapa de seqüestradores

| 17/06/2004 - 00:00


Em Quetta, capital da província de Balouchistan, no dia 16 de maio, o missionário paquistanês Wilson Fazal, de 41 anos, foi seqüestrado.

De acordo com seu filho, Wilson tinha saído para dirigir o culto em uma igreja que fica localizada fora dos arredores de Quetta, porém não voltou.

Seu filho conta que estávamos recebendo cartas com ameaças nas quais haviam ordens para meu pai deixar de pregar o Evangelho, aceitar o islã e unir-se a Jihad , guerra santa contra os Estados Unidos.

Durante os dias seguintes ao seqüestro, todas as igrejas de Quetta oraram pelo rápido regresso de Wilson, e na noite que fazia quarenta horas após seu seqüestro ele conseguiu escapar.

Os seqüestradores de Wilson iam de Islamabad para Peshawar, quando de surpresa a polícia começou a persegui-los. Seus seqüestradores, preocupados em fugir da polícia, se descuidaram e Wilson conseguiu pular do carro. Rapidamente ele tomou um ônibus que o levou até Islamabad.

Wilson informou que foi interrogado sobre quem seriam os outros lideres cristãos em Quetta e onde eles estavam, o que demonstra suas intenções de atacar a comunidade cristã dessa região. Por ter se negado a unir-se ao islã, o missionário Wilson foi brutalmente espancado, lhe deram choques elétricos, foi esfaqueado na língua e ameaçado de morte.

Nasreen, a esposa de Wilson e seus seis filhos se reuniram com ele em um lugar não divulgado.

Leia no original no webmisionero


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE