Nossos amigos muçulmanos

| 30/07/2016 - 00:00


Iraq_2015_0260100764.jpg

""Talvez possamos apresentar Jesus com nossas palavras, mas antes devemos fazê-lo com nossas atitudes"", disse o irmão André, numa ocasião em que refletia sobre a situação dos muçulmanos na Europa. O fundador da Portas Abertas, há 61 anos, iniciou esse trabalho de alcançar os países onde os cristãos enfrentam a perseguição, para ensiná-los a superar a inimizade com a comunidade muçulmana, amando-os como Cristo os amaria. E isso tem dado muito certo. Todos os dias, lemos relatos e testemunhos de muçulmanos que se convertem ao cristianismo porque ouviram falar de um Salvador que os ama, incondicionalmente.

A Bíblia nos ensina que Deus recebe a todos de igual forma. ""Não há diferença entre judeus e gentios, pois o mesmo Senhor é Senhor de todos e abençoa ricamente todos os que o invocam,
porque ‘todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo’"". (Rm 10.12-13). No mesmo capítulo também explica que é necessário que haja voluntários para anunciar o amor de Deus em todos os cantos da terra. ""Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? E como crerão naquele de quem não ouviram falar? E como ouvirão, se não houver quem pregue? E como pregarão, se não forem enviados? Como está escrito: Como são belos os pés dos que anunciam boas novas!"" (Rm 10.14-15)

E estes que anunciam as boas novas do Senhor são aqueles que se aproximam dos muçulmanos, criando laços de amizade onde parecia impossível, alcançando os corações dos que pareciam inalcançáveis. E como nós agimos? Diante de tantas más notícias, das cenas de guerra que são expostas na TV, das imagens estampadas nas primeiras páginas dos jornais, onde o Estado Islâmico parece querer dominar o mundo através do islã radical. Qual a nossa reação ao ver um muçulmano de frente? Devemos fazer como o irmão André que, ainda hoje, com seus quase 90 anos, ainda se esforça para impactar os muçulmanos com o amor cristão. Um dia ele disse: ""Temos que pedir perdão a eles por não amá-los o suficiente. Devemos estar dispostos a morrer para que eles recebam vida. Foi isso o que Jesus fez por nós"", conclui. ""O amigo ama em todos os momentos; é um irmão na adversidade"". (Pv 17.17).

Ore pelos nossos amigos muçulmanos, para que sejam nossos irmãos na fé
""Sim, as portas ainda estão abertas. E são as suas orações e apoio que permitem nossas equipes a se manterem de modo a transitarem por estas portas e se levantarem em apoio aos nossos irmãos e irmãs perseguidos!"" (Irmão André)

Leia também
Irmão André fala sobre os muçulmanos na Europa


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE