Muitos países financiam o Estado Islâmico

| 26/01/2016 - 00:00


26-internacional-0260102148

Existem evidências de que a Arábia Saudita e Catar estejam financiando o Estado Islâmico (EI), como meio de controlar a expansão iraniana. Além disso, algumas notícias esclarecem que a Inteligência Paquistanesa financia facções do Taliban, no Afeganistão, para fazer do seu vizinho um ponto estratégico durante os conflitos. O Estado Islâmico também vende petróleo para os turcos, para o governo sírio e até mesmo para os iraquianos curdos.

Os bombardeios ocidentais tentam mudar esse cenário, mas os grupos extremistas são adeptos a angariar fundos de políticos corruptos ou do crime organizado. Além de suas receitas com petróleo, o EI ainda sequestra cristãos para trocá-los por armas ou dinheiro. No caso das mulheres, são vendidas como escravas sexuais. Atualmente existem mais de 300 cristãos desaparecidos na Síria. Em países da América Latina (Colômbia e México), quadrilhas de traficantes perseguem, executam e destroem regiões inteiras e até impõem impostos para que igrejas funcionem em regiões controladas pelo narcotráfico.

Em todo o mundo, o cristão enfrenta violência e perseguição, sempre que os grupos extremistas tentam manter seus cofres cheios. Como disse um cristão perseguido: ""Cofres cheios também significam caixões cheios"". Chuck Hagel, ex-secretário de Defesa dos Estados Unidos, disse ao BBC News: ""O EI não é só um grupo terrorista, mas um projeto de Estado com armas sofisticadas, uma ideologia totalitária e recursos abundantes obtidos por meio de financiamento externo, o que permite ao grupo continuar sua ofensiva, através da manifestação mais violenta da insurgência sunita, e lançar as bases de seu califado"". Ore para que haja arrependimento e salvação e que os líderes do EI sejam tocados pelo amor de Jesus.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE