Muçulmanos ameaçados pelo Estado Islâmico encontram Jesus

| 09/12/2014 - 00:00


9_Iraq_0260100248

Com ajuda da tecnologia, refugiados de minorias muçulmanas estão aprendendo sobre Deus por meio de áudios e transmissões de mensagens evangelísticas em sua língua natal que podem ser ouvidos em tocadores de mp3 distribuídos a todos os interessados.

A maioria dos refugiados é analfabeta. Além disso, obreiros cristãos criaram “igrejas nas barracas”, improvisando espaço de culto nos acampamentos onde todos que estão desalojados podem orar e adorar a Deus.

“É possível ver as lágrimas em seus olhos quando oramos, sabendo que Deus se importa”, explica o diretor de um ministério que trabalha na região. “Essa conexão faz uma enorme diferença. Eles veem que o Deus da Bíblia pode dar-lhes força e curá-los. Eles relatam que as coisas mudaram”, embora muitos tenham perdido todas as suas posses e até mesmo a família.

Os ex-muçulmanos afirmam que agora descobriram a liberdade de poder falar com Deus sempre que desejarem. “Você pode ver isso em seus rostos. Eles dizem: ‘Toda vez que oramos, há uma diferença”, relata o diretor, que prefere não ter seu nome divulgado.

É inegável a rápida propagação do cristianismo. De fato, não há registro de um momento em que tantos muçulmanos sírios creram em Cristo como nos últimos três anos de guerra civil. “Nós todos concordamos que é o maior avivamento na região desde o início do islã”, comemora.

Ore para que o evangelho alcance cada vez mais refugiados.

Com informações Christian Today. 


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE