Mercy está bem. Escreva para ela

| 02/09/2016 - 00:00


 02-mercy-nigeria.jpg

Há dois anos, num campo de refugiados de Adamawa, Estado que fica ao Norte da Nigéria, Mercy, uma jovem de 23 anos, foi encontrada pela equipe da Portas Abertas. Ela havia sido resgatada recentemente dos militantes do Boko Haram. Traumatizada e bastante ferida, ela disse que se sentia desamparada. Então ela recebeu assistência médica, atendimento pós-trauma e teve ajuda para iniciar um pequeno comércio.

Mercy foi sequestrada em junho de 2014, na cidade de Gwoza, em Borno e foi mantida em cativeiro com outras mulheres, todas forçadas a se converter ao islã e a casarem-se com membros do grupo extremista. Ela tentou resistir, por isso foi muito maltratada. Depois de cinco semanas de cativeiro, a jovem já estava casada com um dos agressores.

Houve um confronto entre o governo nigeriano e o Boko Haram e aquela vila onde as mulheres estavam foi atacada com bombas; todas elas morreram durante o ataque, menos Mercy. ""Agradeço a Deus por me resgatar e por me dar uma segunda chance. Embora eu tenha sofrido muito, hoje estou viva e se Deus poupou minha vida, sei que Ele tem um propósito nisso"", disse ela. Atualmente, a jovem cristã está bem e com tem conseguido formas de se sustentar.

""Eu sei que não estou só""
Mercy sabe que muitos irmãos em todo o mundo oram por ela. A Portas Abertas abriu uma campanha de cartões para nossa irmã. Quer enviar palavras de encorajamento a ela? Aproveite que ainda dá tempo. Fique atento as orientações para que seu cartão chegue com sucesso. Participe e envie.

Leia mais
Cristã relata sobre seus dias no cativeiro


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE