Meninas cristãs perseguidas no Egito

Vindas de áreas rurais para trabalhar nas grandes cidades, elas são um dos grupos mais vulneráveis do Egito

Mira* é uma das voluntárias no ministério do parceiro local da Portas Abertas no Egito. Ela regularmente passa pelas lojas e comércio procurando meninas cristãs de áreas rurais que têm um pequeno emprego na cidade. Essas meninas vêm de pequenos vilarejos, muitos deles de maioria muçulmana e quase não tiveram acesso à educação. Elas não trabalham para comprar roupas da moda ou novos sapatos. Mira diz: “O pouco dinheiro que ganham é para sustentar a família, que está em extrema necessidade, então seus salários vão direto para o bolso dos pais”.

Meninas vindas de áreas rurais trabalhando nas grandes cidades são um dos grupos mais vulneráveis no Egito. Além de serem cristãs, elas são mulheres e não há ninguém para protegê-las. “Elas trabalham sob constante conflito, medo e humilhação, pois são vistas como pessoas de menor valor. Comumente elas começam a se sentir assim mesmo”, explica Mira.

Justine e Dina são duas irmãs de 16 e 17 anos, respectivamente. Elas trabalhavam em uma loja de roupas e tinham um salário mais baixo que o das outras funcionárias muçulmanas. Quando houve um roubo na loja, elas foram acusadas imediatamente. Depois descobriu-se que outro empregado havia realizado o roubo, mas ninguém pediu desculpas para elas e a pessoa que roubou não foi punida.

As meninas cristãs também enfrentam importunação sexual no ambiente de trabalho. Uma das meninas que Mira visita regularmente é Layla, de 17 anos. Layla contou para Mira que o dono da loja onde trabalha assiste pornografia na frente dela e diz para ela aprender a fazer o mesmo. Se isso acontecesse em algum país do Ocidente, a menina poderia dar queixa na polícia, mas não no Egito. Esse tipo de coisa raramente é investigado pela polícia. Algumas meninas já cometeram suicídio por isso. (Essa história continua).

Esperança para mulheres
Você pode investir na vida dessas meninas cristãs egípcias. Com uma doação, você permite que elas sejam alcançadas com cursos de discipulado, onde podem aprender que são amadas e preciosas aos olhos do Pai.

*Nome alterado por segurança.

Leia também
De perseguidor a cristão secreto
Cristãos estão sitiados em Alarixe, no Egito
Cristão é sequestrado a caminho de Alarixe, no Egito