Mais famílias cristãs mexicanas estão deslocadas

| 18/08/2016 - 00:00


Mexico_2015_0280100932.jpg

Recentemente, mais 164 famílias do Estado de Chiapas, no México, tiveram que deixar suas casas por causa da fé cristã. Há relatos de outros 31 novos casos de deslocamento, mas ainda não foram confirmados. A intolerância religiosa no país está aumentando rapidamente e o assunto vem sendo negligenciado pelo governo.

Os acontecimentos são graves e fazem parte dos problemas sociais que o México está enfrentando ultimamente. Nas zonas rurais, a hostilidade contra os cristãos é ainda maior. Há dois meses, 11 pessoas de uma mesma família foram assassinadas em Puebla, cidade oficialmente conhecida como Heroica Puebla de Zaragoza. Se os crimes forem oficialmente divulgados, será o caso de perseguição religiosa mais violento do país até agora.

Muitos cristãos mexicanos que vivem em comunidades indígenas vêm sendo atacados fisicamente e os casos de expulsão de famílias aumentam a cada dia. As forças de segurança nacionais não estão abordando adequadamente os crimes, o que tem favorecido a perseguição aos cristãos num dos países mais violentos do mundo. Os fieis que se recusam a pagar o dinheiro solicitado pelas organizações criminosas enfrentam fortes represálias. A corrupção e o narcotráfico afetam diretamente a igreja no México.

Leia também
Famílias convertidas ao cristianismo são expulsas
Famílias cristãs mexicanas enfrentam grande pressão
Igreja é vista como uma ""pedra no caminho""


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE