Liberdade religiosa é ameaçada em Nicarágua

| 26/09/2016 - 00:00


26-bndeira-nicaragua

A liberdade religiosa em Nicarágua tem sido afetada por decisões autoritárias que estão praticamente minando a democracia no país. O presidente Daniel Ortega tem apresentado o lado ditador de seu governo, conquistando recentemente o controle total do Parlamento. O Poder Legislativo foi praticamente desfeito com a retirada dos 27 assentos de deputados do Partido Liberal Independente (PLI), que representava a principal força de oposição ao mandato de Ortega, que é líder do movimento sandinista, de base comunista.

Os primeiros sinais de um governo ditador sobre a igreja foram lançados. O governo começou fechando as portas para os missionários estrangeiros, sob o pretexto de ""controlar a influência externa"". Por conta das novas leis, cerca de 300 líderes cristãos e missionários que tinham programado participar do ""Encontro de Evangelismo para las Naciones"" tiveram que cancelar a viagem ao país.

As últimas notícias causam preocupações sobre o futuro da igreja em Nicarágua. Embora a nação não esteja na Classificação da Perseguição Religiosa e nem possua pontuação para se aproximar dela, a nação já apresenta fatores de violação da liberdade religiosa. Países bem próximos do Brasil já vivem essa realidade em maior grau, como o México (que ocupa o 40º lugar da Classificação), Colômbia (46º) e Cuba que já possui uma alta pontuação (ocupando o 63º lugar). Interceda por essas nações.

Leia também
A situação é delicada para a igreja no México
Evangelizar a Colômbia pode custar um alto preço
Igrejas são demolidas em Cuba


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE