Justiça sudanesa liberta o cristão Petr Jasek

| 01/03/2017 - 00:00


1-petr-preso-no-sudao

O presidente do Sudão, Omar al-Bashir, ordenou a libertação do cristão tcheco, Petr Jasek, de 53 anos, que havia sido condenado à prisão perpétua (equivalente a 20 anos no Sudão) por acusações de espionagem e incitação de ódio. Jasek é um dos envolvidos no incidente ocorrido com os líderes cristãos sudaneses Kuwa Shamal?e Hassan Taour. Veja mais na matéria Cristãos são condenados pela justiça sudanesa.

Depois de ter sido preso em dezembro de 2015, e condenado pelo tribunal no mês passado, o ministro das Relações Exteriores, Ibrahim Ghandour, anunciou no domingo, em uma conferência de imprensa, conjunta com o representante checo Lubomir Zaoralek, que o presidente havia ordenado a libertação de Jasek.

""O presidente Bashir perdoou Petr Jasek por causa das boas relações entre o Sudão e a República Tcheca"", disse Ghandour, acrescentando que Jasek seria entregue a Zaoralek, no domingo e então encaminhado para sua terra natal. ""Estou muito feliz, pois hoje resolvemos esse caso"", disse Zaoralek convencido de que o cristão não tinha intenção de fazer espionagem no Sudão. Junte-se a nós para louvar a Deus por essa vitória e continue em oração pelos demais que continuam presos.

Leia também
Advogados de cristãos entregam carta de apelação
Notícias dos nossos irmãos sudaneses


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE