Islamização progressiva na Malásia

| 25/11/2016 - 00:00


25-malasia-bandeiras-pais-e-estados

A polêmica sobre a proibição do uso de algumas palavras na Malásia continua. “Allah” agora é uma palavra de uso exclusivo para muçulmanos e foi riscada do vocabulário dos cristãos pela justiça. De nada adiantou os argumentos dos cristãos malaios baseados nos seus direitos constitucionais e muito menos espirituais. Veículos de comunicação bem conhecidos, como alguns jornais e revistas também foram proibidos de ter a palavra Allah em suas publicações.

Agora a proibição chegou até os fast foods do país. Um comércio norte-americano de cachorro quente deverá banir a palavra “cachorro” ou “cão” de seu menu. A sugestão de um novo nome foi dada pelos muçulmanos: “Pretzel Sausage” e a mudança faz parte das condições para se obter a “Certificação Alal”, que é um termo usado em diversos países para mostrar que o estabelecimento está respeitando os padrões islâmicos de alimentos autorizados por eles, de acordo com a sharia.

A notícia causou furor entre os políticos. “Embora o caso do ‘pretzel sausage’ pareça ser algo engraçado, na verdade ele ilustra a progressiva islamização na Malásia. A sociedade está se sentindo invadida com essas exigências desnecessárias. Até mesmo alguns muçulmanos moderados estão preocupados com essa postura conservadora exagerada de alguns políticos”, observa e conclui um dos colaboradores da Portas Abertas.

Leia também
Querem proibir os cristãos de pronunciar a palavra “Allah” target=_blank>Querem proibir os cristãos de pronunciar a palavra “Allah”
Bebê de 3 meses é convertido ao islã target=_blank>Bebê de 3 meses é convertido ao islã


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE