#Independência: Eritreia em busca de liberdade

| 05/09/2015 - 00:00


05_Eritrea_0270001246

Enquanto o presidente Isayas Afewerki anunciava a elaboração de uma nova Constituição para o país, acontecia uma onda de detenções de cristãos, o que indica que nossos irmãos não devem esperar maior liberdade das novas leis. Só neste ano foram inúmeras prisões de cristãos.

A Eritreia está localizada na região conhecida como Chifre da África, seu território limita-se com Djibouti (ao sul), Etiópia (a oeste) e Sudão (a noroeste), além de ser banhado pelo mar Vermelho (a leste). O país foi criado pela Itália em 1890, sendo ocupado pelos italianos. Posteriormente, a Eritreia ficou sob domínio britânico (1941-1952). A Organização das Nações Unidas (ONU), em 1952, concedeu autonomia ao país, que se federou com a Etiópia. Somente em 1993 a Eritreia obteve sua independência, os eritreus votaram esmagadoramente. E assim, a Eritreia tornou-se o país mais jovem da África.

A realidade para os cristãos
Entretanto, a libertação trouxe pouca liberdade para os cristãos da Eritreia. Antes, todos os grupos religiosos fora do islã e os ortodoxos, sofriam assédio e prisão pelo governo marxista e, em seguida, foram obrigados à clandestinidade. Após a independência, essas igrejas subterrâneas receberam liberdade para continuar as atividades religiosas. Mas, em 1997, o governo ordenou que todas as igrejas se cadastrassem. Em 2002, aquelas que não tinham o registro foram fechadas. As autoridades logo começaram a prender os cristãos pertencentes aos grupos clandestinos. Eles torturaram muitos. ""Sabemos de vários prisioneiros religiosos que morreram devido ao duro tratamento nas prisões e a recusa de tratamento médico. E pode haver mais mortes que nós não conhecemos"", diz um colaborador da Portas Abertas.

Os cristãos na Eritreia não têm direito de se reunir para o culto, publicar livros e revistas cristãs, produzir música cristã ou distribuir Bíblias e folhetos cristãos. Eles não estão autorizados a compartilhar sua fé cristã com qualquer outro eritreu no trabalho, escola ou acampamentos militares. Isso pode colocá-los na prisão. Além da perseguição que a igreja enfrenta por parte do governo, os cristãos na Eritreia também sofrem pressão social. Eles são considerados como os inimigos do Estado e são frequentemente acusados ??de trabalhar com agências estrangeiras. Embora a perseguição afete mais as igrejas não registradas, ela não se limita a elas. Mesmo as registradas vêm enfrentando restrições e intromissão em seus assuntos.

Dia da Independência
Nas últimas celebrações do Dia da Independência em Asmara, o presidente Isayas Afewerki disse aos participantes: ""No âmbito das nossas tarefas de construção da nação, a infraestrutura política assume um papel vital como um veículo para promover os nossos objetivos globais. Temos recolhido importantes lições e experiências a partir dos esquemas externos hostis destinados a descarrilar nossos esforços e processos de construção da nação. Gostaria, portanto, de anunciar nesta ocasião que um processo de constituição de redação será lançado quando terminarmos de traçar o mapa do caminho político para a futura estrutura governamental.""

Um colaborador da Portas Abertas, em resposta, comentou: ""Estamos preocupados sobre este anúncio. A Eritreia tem uma Constituição que foi escrita por anciãos respeitados depois de três anos de consultas. Aprovada em 1997, consagrou a liberdade e a igualdade para todo o povo da Eritreia - não importando tribo, credo ou sexo. Mas ela nunca foi implementada. A luz da dura perseguição continuou e não esperamos que uma nova Constituição traga alguma boa notícia para os cristãos. Nós só podemos orar para que nosso Senhor continue a renovar as forças deles, apesar dos constantes perigos"".

Interceda pela Eritreia. Nós brasileiros podemos celebrar pela nossa independência em escolher a religião que queremos seguir, mas eles não. Que a força e coragem deles sejam renovadas a cada manhã e que um dia eles possam comemorar essa data, tanto quanto nós.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE