Igrejas atacadas continuam abandonadas

| 26/08/2015 - 00:00


Mais de 70 igrejas foram destruídas, na sequência do ataque à revista francesa Charlie Hedbo, em Paris. Desde então, a situação dos cristãos só piorou. O apoio financeiro prometido pelo governo para reconstruí-las nunca chegou e as igrejas ficaram abandonadas.

Dennis, analista da Portas Abertas, comenta: ""Quem está de fora, enxerga Níger como um país moderado, mas as aparências enganam. A violência islamita ainda é muito frequente no país. Desde janeiro, quando  houve o ataque à revista, parece que foi o início de uma sequência de violências contra os cristãos, e isso ainda não parou”.

“Vale lembrar que acontecimentos como este, faz desencadear uma onda de violência que se espalha pelo mundo, independente de onde ocorreu o fato. Em setembro de 2011, por exemplo, em resposta ao filme chamado ‘Inocência dos Muçulmanos’, houve uma série de ataques violentos contra edifícios cristãos, no Zinder, a segunda maior cidade do Níger. Em todos os casos, os cristãos têm sido vitimados”, conclui o analista.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE