Marido de Asia Bibi pede a libertação da esposa ao presidente do Paqui

| 25/11/2014 - 00:00


25_Pakistan_AshiqMasih

Masih escreveu uma carta aberta ao presidente paquistanês Mamnoon Hussain na segunda-feira (17). Asia Bibi é uma cristã paquistanesa que foi condenada por blasfêmia em 2010 e, em audiência recente, foi sentenciada à pena de morte.

""Desde que a Asia foi acusada, em novembro de 2010, por beber um copo d’água em nossa aldeia, minha família vive em constante medo e sob ameaças de morte"", escreveu Masih na carta, de acordo com o jornal Guardian.

“Eu vivo me escondendo com meus cinco filhos e tento ficar perto de Asia tanto quanto é possível. Ela precisa de nós, da nossa ajuda, para manter-se viva, para levá-la remédios e comida quando está doente.”

As mulheres muçulmanas da aldeia de Asia Bibi sentiram-se ofendidas quando ela bebeu da mesma água que elas e, após uma discussão, acusaram-na de insultar o profeta Maomé.

O caso de Asia ganhou atenção internacional depois dos assassinatos, em 2011, do ministro do Paquistão, Shahbaz Bhatti, e do governador Salmaan Taseer, ligados à defesa da cristã.

""Nós somos cristãos, mas respeitamos o islã"", escreveu Masih. ""Estamos tentando o nosso melhor para apresentar o caso final à Suprema Corte antes de 4 de Dezembro."" Ele acredita que sua esposa só poderá ser salva de ser enforcada se o presidente Mammon Hussain conceder-lhe perdão. ""Ninguém deve ser morto por beber um copo de água”, atesta Masih.

Leia também
Asia Bibi precisa das suas orações


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE