Capacitado para fazer a obra

| 18/04/2004 - 00:00


Eu tinha bronquite crônica. O tratamento médico não me ajudava e a condição piorou resultando em problemas de pulmão. Tentei várias formas de tratamento, mas não houve melhora. Eu estava doente há muito tempo. Quanto mais remédio eu tomava, pior ficava.

Quando fiquei desesperado, Deus veio ao meu encontro em minha necessidade. Certa noite fui a uma reunião com alguns cristãos e recebi Jesus durante a reunião. Minha doença foi aos poucos melhorando depois que eu aceitei Jesus. Levou um ano para que eu começasse a ler a Bíblia, ir regularmente às reuniões e levar uma vida espiritual.

Alguns anos depois, a igreja quis mandar-me evangelizar em uma fazenda. Eu não havia recebido qualquer treinamento e havia apenas lido a Bíblia algumas vezes. Eu não estava preparado. O que eu poderia dizer àquelas pessoas? À medida que eu me perguntava, me veio à lembrança um verso de Salmos: ....proclamar Sua salvação, e falar da Sua glória em todas as nações. Assim, saí de minha cidade natal e fui trabalhar na fazenda.

Quando cheguei à fazenda, descobri que lá não havia muitos cristãos. Por isso comecei o meu trabalho de evangelismo. Decidi falar a um descrente por dia, para compartilhar com ele o evangelho. Quando comecei a falar do evangelho, Deus abriu o entendimento deles e eles creram.

Eles até me convidaram para ir às suas casas tomar as refeições com eles. Depois de um certo período de tempo, eu não tinha mais de procurar as pessoas para falar. Elas vinham à minha procura.

Um dia eu adoeci novamente e não consegui andar durante o dia todo. À noite mal pude dormir. Era tão difícil para eu respirar que não podia orar.

Quando eu tentava orar, somente podia dizer: Aleluia, Aleluia. As pessoas vinham me ver durante o dia e oravam por mim. À noite, elas ficavam e oravam por mim até as três, quatro horas. Elas sempre me traziam a melhor comida que seus recursos lhes permitiam. Quando melhorei, as pessoas me levaram a lugares diferentes para falar do evangelho. Em alguns casos a família toda se ajoelhou para receber Jesus depois de ouvir o Evangelho. Meu coração estava em chamas, o evangelho espalhando-se mais e mais, muitas pessoas vieram à igreja.

Certa vez, precisei compartilhar o Evangelho com uma pessoa altamente instruída. Foi uma luta para mim porque eu tinha somente uns poucos anos de formação escolar. Eu não sabia como falar àquela pessoa. Por isso orei e pedi ao Senhor que me desse sabedoria. Deus trabalhou na situação. Depois que conversamos, aquela pessoa teve a impressão que eu freqüentara o colégio. Ele ficou especialmente impressionado quando falei a respeito do poder da ressurreição de Jesus. O Senhor deu-me sabedoria para falar a Sua palavra.

Houve outra vez em que eu planejei visitar um grupo de pessoas ricas. Senti-me como se estivesse indo para o Egito. Aquelas pessoas adoravam toda espécie de conhecimento e sabedoria. Tive novamente uma luta interior. Antes de ir, orei e pedi a Deus que me desse a Sua palavra, porque aquelas pessoas não criam.

Enquanto fazia a visita, falei principalmente sobre o livro de Provérbios, continuei falando, e muitas pessoas dobraram os joelhos para orar naquela mesma noite.

A obra de Deus espalhou-se continuamente e, cada vez mais pessoas vinham à igreja. Seus corações estavam em chamas por Deus, cheios de fé em Deus, cheias de amor por Deus e pelos perdidos. Algumas delas com seus cinqüenta anos caminhavam cerca de trinta quilômetros todos os dias para compartilhar o evangelho de vilarejo em vilarejo. Algumas pessoas desistiram até de seus trabalhos seculares para fazer evangelismo. Isso gerou um grande reavivamento.

O reavivamento trouxe cada vez mais pessoas para a igreja. Infelizmente, havia um único local para reuniões de culto de domingo e não era suficientemente grande para a multidão. Por isso os irmãos e irmãs começaram a construir um novo local de reuniões. Algumas pessoas doaram madeira, outras tijolos e outras dinheiro ou mão de obra.

O novo local de reuniões foi construído. Era grande o suficiente para quatrocentas ou quinhentas pessoas. Mas as pessoas continuaram a vir, mesmo dos lugares mais distantes. Logo o local ficou pequeno para acomodar a congregação que crescia. O Senhor colocou no coração dos cristãos maduros o desejo de construir outros locais de reuniões em outras áreas. Eu acredito que o Senhor continuará a liderar a igreja.

Quando a igreja cresceu, minha igreja doméstica me chamou de volta para ser mandado a outro campo missionário. No começo fiquei na minha cidade natal durante dois anos antes de ser mandado para outra província no oeste. Era uma área montanhosa e eu estava preocupado que meu corpo não se adaptasse ao clima de montanha, mas apresentei-me à igreja e decidi ir.

Quando cheguei lá, descobri que a igreja tinha já seus fundamentos estabelecidos. Eles tinham suas reuniões regulares dirigidas por seus pastores. Mas os crentes estavam famintos pela Palavra de Deus; eles queriam aprender e ser preparados. Pediram para que eu falasse aos líderes. Meu coração lutou novamente porque eu pensava ser difícil falar aos líderes. Naquela época eu não havia recebido treinamento regular.

Novamente busquei o Senhor e orei com insistência. O Senhor continuou a me dar as palavras exatas para falar. Uma manhã, depois de me levantar, fui à barranca do rio para orar e adorar a Deus. Após ter adorado, as palavras do Senhor continuaram vindo e fluindo através de mim. Comecei a compartilhar com os líderes para edificá-los. Depois de ter entregue as palavras do Senhor, a fé deles se fortaleceu e seus corações se inflamaram. Então começamos a ter reuniões de intercessão pelos cristãos. O Espírito Santo começou a mover-se e a operar entre nós. O Senhor continuou dando-nos Sua Palavra para satisfazer as necessidades dos cristãos, para dar-lhes fé e para estimulá-los a crescer. Tocado pelo amor do Senhor, eles subiam e desciam as montanhas para levar o evangelho à pessoas em longas distâncias. As mulheres de 55 a 60 anos eram as mais entusiastas.

Sou grato pelo ministério para o qual Deus me chamou. Sou grato pelo treinamento que pude receber depois de ter começado o ministério. Estou contente em poder compartilhar o que aprendi. Obrigado por suas orações e contínuo apoio.

Palavras de um líder da Igreja do Laos


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE