Governo cubano controla e limita atividades religiosas

Entre outras práticas restritivas, estão prisão de líderes religiosos e demolição de igrejas

| 10/10/2018 - 00:00

Culto em igreja de Cuba: reprimidos, mas perseverantes

Culto em igreja de Cuba: reprimidos, mas perseverantes


Hoje é comemorada oficialmente a independência de Cuba. Em 10 de outubro de 1868, eclodiu no país a chamada Guerra dos Dez Anos, primeira guerra de independência cubana. Foi nessa data que o “Pai da Pátria”, Carlos Manuel de Céspedes libertou seus escravos e iniciou uma guerra de independência contra a Espanha. Céspedes foi o primeiro presidente da “república em armas“, cujos representantes redigiram uma constituição e receberam o reconhecimento de vários governos latino-americanos.

Em janeiro de 1959, o país passou pela revolução socialista, em que Fidel Castro foi aclamado como primeiro-ministro de Cuba e adotou medidas que contrariavam os interesses norte-americanos. Mas como é a situação da igreja nesse contexto? Em um relatório publicado em janeiro de 2018, a organização Christian Solidarity Worldwide disse que as violações de liberdade religiosa em Cuba permanecem altas, com os últimos números mostrando uma “tendência geral de crescimento estável”.

O relatório anual de 2017 da Comissão de Liberdade Religiosa Internacional dos Estados Unidos diz que “o governo cubano ativamente limita, controla e monitora práticas religiosas através de um sistema restritivo de leis e políticas e vigilância”. O relatório também acusa Cuba de “prisões de curto prazo de líderes religiosos, demolição de igrejas e ameaças de confiscar igrejas”.

Apesar de Cuba não estar entre os 50 países da Lista Mundial da Perseguição 2018, que elenca os países onde é mais difícil viver como cristão, o governo ainda coloca informantes nos cultos e monitora os cidadãos para verificar qualquer evidência de dissidência do governo. No entanto, um líder cristão do país afirma que parece que o estado está diminuindo o controle sobre as igrejas.

Pedidos de oração

  • Ore pelos cristãos perseguidos de Cuba, para que permaneçam firmes e fiéis ao Senhor, testemunhando de seu amor e poder.
  • Interceda pelo governo, para que a vontade de Deus se cumpra em âmbito nacional.
  • Agradeça a Deus por ele conservar e edificar sua igreja no país e agradeça pelo ministério da Portas Abertas ali.


Leia também
Novo líder de cuba alega não ser um reformador
Ore pela igreja e pelos cristãos em Cuba
Lenta recuperação depois do furacão Irma


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE