“Gabinete de guerra” é criado na Tunísia

| 02/10/2017 - 00:00


02-tunisia-gabinete-de-guerra-e-criado-na-tunisia

O primeiro-ministro da Tunísia, Youssef Chahed, reorganizou seu gabinete e nomeou 13 novos ministros. De acordo com um relatório da Al-Jazeera em 6 de setembro de 2017, a nomeação dos novos ministros foi realizada após consultas dentro da coligação do governo e com o sindicato mais poderoso da Tunísia. Youssef apelidou o novo gabinete de "gabinete de guerra" para indicar que a prioridade do governo será combater o terrorismo, a corrupção, o desemprego e a desigualdade.

Yonas Dembele, analista de perseguição da Portas Abertas, comenta: “Apesar de ser considerada a democracia mais bem-sucedida que emergiu da Primavera Árabe (onda de protestos e revoluções populares contra governos do mundo árabe em 2011), a Tunísia está enfrentando muitas dificuldades”.

Segundo ele, os desafios mais importantes são, de fato, o terrorismo e o desemprego. “A determinação do governo em abordar esses problemas e o foco nessas questões como suas prioridades é louvável. O sucesso na frente econômica e de segurança levaria à estabilidade e também poderia criar um ambiente com maior liberdade para os cristãos. No entanto, isso continua a ser uma tarefa difícil e muitas reorganizações do gabinete já ocorreram”, complementa o analista.

Pedidos de oração

  • Peça por sabedoria e discernimento para os governantes da Tunísia que irão colocar em prática as novas medidas.
  • Ore pelos cristãos perseguidos do país, que descansem na segurança que vem do Senhor.
  • Interceda por paz e prosperidade na nação.

Leia também
Como vivem os cristãos na Tunísia
Como compartilhar a fé em Cristo?


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE