Funerais cristãos são feitos na rua no Egito

Atitude passou a ser realizada após o fechamento de igrejas, sem que haja permissão para reabertura

| 14/09/2018 - 00:00

Diversas igrejas encontram-se fechadas no Egito, algumas há anos

Diversas igrejas encontram-se fechadas no Egito, algumas há anos


Cristãos coptas em várias partes do Egito estão sem opção, a não ser fazer funerais nas ruas por causa do fechamento de suas igrejas. Um funeral ocorreu na rua semana passada na vila de Dimshau Hashim, em Minia, onde casas de coptas recentemente foram atacadas por um grupo que protestava contra suas reuniões de oração em uma das casas de um cristão, já que não há mais igrejas na vila.

O funeral de um cristão de 68 anos, Wadih Habib Henein, ocorreu no início de setembro sob segurança reforçada. De acordo com uma fonte local, próximo ao horário houve o funeral de uma mulher copta nas ruas da vila de Abu Greer, também por não haver igreja na vila, nem nas proximidades.

Da mesma forma, em Assiut, no final de agosto, na vila de Qasr Haidar, ocorreu um funeral na rua após a igreja da vila ser fechada em consequência de protestos de muçulmanos. Também o funeral de um cristão ocorreu fora da igreja em Dairout, já que o local está fechado há 20 anos e desde então a comunidade cristã não tem autorização que permita sua reabertura.

Pedidos de oração

  • Apresente a situação enfrentada pelos cristãos.
  • Ore para que as igrejas fechadas possam ser reabertas.
  • Peça a Deus que haja paz entre cristãos e muçulmanos e suas casas não sejam atacadas.

Leia também
Multidão ataca cristãos que estavam reunidos para orar
Irmandade Muçulmana ocupa cidade do Egito
Corpo de cristão é velado na rua


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE