Eleições em Bangladesh deixam 17 mortos

Apesar da violência e das acusações de fraude, governo assegura terem sido eleições pacíficas

| 05/01/2019 - 00:00

Salahuddin Ahmed, um dos candidatos para as eleições, foi esfaqueado em Dhaka (imagem: Stringer/Reuters)

Salahuddin Ahmed, um dos candidatos para as eleições, foi esfaqueado em Dhaka (imagem: Stringer/Reuters)


Bangladesh teve sua eleição realizada na última semana. De acordo com a polícia, pelo menos 17 pessoas morreram durante a votação. A campanha eleitoral já havia sido violenta, com a oposição acusando o governo de negar igualdade de condições. Segundo a agência de notícias Reuters, apesar das acusações de fraude, a primeira-ministra, Sheikh Hasina, afirmou ter sido uma eleição pacífica, onde sua aliança governista teve uma vitória massiva.

Ela garantiu seu terceiro mandato consecutivo, com seu partido conquistando 287 das 298 cadeiras. A oposição não aceitou o resultado, pedindo nova eleição, mas o comissário-chefe das eleições negou o pedido e disse que a eleição ocorreu de forma pacífica.

Sheikh já está no poder há uma década e é vista como a responsável por melhorar a economia e promover desenvolvimento. Ao mesmo tempo, é acusada de violação dos direitos e repressão aos meios de comunicação e à oposição. Ela também fez uma promessa no final de 2018 que qualquer um que ofender ao islã ou ao profeta Maomé será processado.

Pedidos de oração

  • Apresente os eleitos em Bangladesh, que eles possam agir pelo bem de toda a população.
  • Ore pela primeira-ministra, para que ela tenha um encontro com Cristo.
  • Interceda pelos cristãos locais, para que estejam fortalecidos no Senhor.

Leia também
Pressão sobre cristãos aumenta com a chegada do natal
Ore por família desaparecida de pastor em Bangladesh
Em Bangladesh, quem ofender islã será processado


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE