Desafios de uma recém-convertida no Norte da África

Entenda como as cristãs de origem islâmica são punidas

| 30/03/2022 - 08:00

Mulheres que deixam o islã para seguir a Jesus são punidas, principalmente, pelas famílias

Mulheres que deixam o islã para seguir a Jesus são punidas, principalmente, pelas famílias


As meninas e mulheres que deixam o islã para seguir a Jesus no Norte da África são acusadas de trair os padrões familiares de fidelidade e de conexão social. Para reverter a situação, os homens da família, que costumam ter o controle sobre as mulheres, aplicam punições físicas e psíquicas para fazer a cristã rejeitar a nova fé.

A prisão domiciliar é um problema para as recém-convertidas, já que são privadas do contato com outros cristãos. O celular delas também é apreendido e sempre que saem são acompanhadas por um muçulmano da família. Nesse contexto, as leis permitem que a violência física contra mulheres seja aplicada.

Há casos em que as cristãs são obrigadas e se casar com muçulmanos fervorosos, para que retornem à antiga fé. Elas são agredidas física e sexualmente, passam por torturas psicológicas de líderes religiosos e são ameaçadas com divórcio e com a perda da guarda dos filhos. Nos países de maioria islâmica, as leis e os costumes favorecer os homens muçulmanos. Por consequência, muitas convertidas tentam manter a nova fé em segredo.

Quando uma mulher cristã perde a guarda do filho, os novos responsáveis costumam ser o pai ou algum familiar muçulmano que se comprometa em criar a criança conforme o islamismo. Após perder o respeito, a família, o sustento e a perspectiva de futuro, a cristã perseguida fica á margem da sociedade e passa a ter dificuldade para arcar com despesas, como alimentação, moradia e cuidados médicos.

Se a cristã não tem apoio material, emocional e espiritual da igreja local, é comum que ela retorne ao islamismo. Entretanto, quando elas têm conhecimento da Bíblia e de quem são para Deus, as irmãs do Norte da África conseguem superar tantas perdas e ainda apoiar outras mulheres que passam pelo mesmo tipo de hostilidade.

Apoie cristãs de origem muçulmana

Você pode ajudar a mudar a história de uma cristã perseguida no Norte da África. Sua contribuição permite que elas descubram quem são para o Senhor e seus propósitos no Reino de Deus. Doe e ajude a fortalecer cristãs em países de maioria islâmica.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE