Decisões governamentais podem afetar cristãos

| 27/04/2016 - 00:00


27-turkey-0380101929.jpg

De acordo com Hurriyet Daily News, a principal oposição do governo turco, o Partido Republicano do Povo (CHP) deixou de fazer parte do painel interpartidário parlamentar, depois de apenas três sessões realizadas. O painel é encarregado de redigir uma nova constituição para a Turquia. ""Os deputados do CHP disseram que se recusam a fazer concessões sobre os princípios fundadores da Constituição e do sistema parlamentar. Eles queriam manter apenas os quatro primeiros artigos da Constituição atual e descartaram a possibilidade de uma mudança no sistema presidencial, que é fortemente favorecido pelo presidente Erdogan e o AKP – Partido da Justiça e Desenvolvimento da Turquia"", comentou um dos analistas de perseguição.

O analista acredita que a Turquia se encontra em um ponto crucial de sua história. ""O resultado dessas discussões tem dois caminhos: o país pode continuar com uma república parlamentar, onde as decisões políticas são tomadas pela maioria de votos, ou então terá uma república presidencial, onde o presidente será a principal autoridade na hora de tomar decisões. Temos que ter em mente, no entanto, que o AKP é um partido islâmico que tem o forte objetivo de mudar a Turquia da secularização para a islamização. A segunda opção pode afetar gravemente as minorias religiosas, em especial os cristãos"", explica.

Ocupando o 45º lugar na atual Classificação da Perseguição Religiosa, a Turquia tem visto cada vez mais a presença de fundamentalistas islâmicos no país e as mudanças políticas ameaçam comprometer seriamente a questão da liberdade religiosa dos turcos. Mas ainda não há nada decidido. A forma como o governo se posiciona atualmente já não é fácil e o nacionalismo extremista não respeita os direitos dos cidadãos. A violência é constante nas ruas, em especial contra aqueles que não seguem o islã. Os líderes cristãos são constantemente ameaçados, até mesmo via redes sociais, e-mails, sites e até por celulares. Mas a igreja não se prostra às ameaças e não desiste de adorar a Cristo, mesmo em meio à perseguição. Lembre-se dos cristãos turcos em suas orações.

Leia também
Na identificação dos turcos não deverá mais constar a religião
Líderes cristãos são discriminados pelo governo turco
Ordens judiciais favorecem famílias de cristãos assassinados

Motivos de oração

  • Ore para que Deus ajude os líderes turcos na decisão sobre o sistema de governo e que haja no meio deles um homem que encontre estratégias para que faça prevalecer uma forma de governo mais justa e que favoreça também os cristãos.
  • Ore pela igreja turca, para que se mantenha firme durante esse momento histórico e ainda indefinido.
  • Interceda pelos cristãos turcos perseguidos, para que tenham ousadia e muita coragem para seguirem em frente com sua fé em Cristo.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE