Cristãos são atacados por conta da instabilidade política no país

| 17/10/2015 - 00:00


17_Burkina_0270100359

Pelo menos duas pessoas ficaram feridas depois que supostos jihadistas atacaram cristãos em Burkina Faso, na África Ocidental. De acordo com a reportagem da BBC, o motivo do ataque se deu por conta da instabilidade política e social no país.

Informações locais testemunharam o momento em que os agressores invadiram a delegacia de polícia e declararam: ""Não há mais policiais, daqui para frente será apenas o Boko Haram. Nós queremos apenas os cristãos e vocês serão poupados"".

Relatórios da Portas Abertas informam que o general Diendere, responsável por um golpe militar de sete dias, rendeu-se às autoridades e será julgado por um tribunal militar. O presidente interino, Michel Kafando, foi reintegrado depois de uma intervenção conjunta dos líderes do Oeste Africano.

Um dos analistas de perseguição explica: ""Burkina Faso está passando por uma fase difícil, e os cristãos estão na mira dos terroristas. É o sexto golpe de estado que o país enfrenta desde a sua independência da França, em 1960. Esse é um momento em que os seguidores do cristianismo deverão buscar forças em sua fé"". Interceda por essa situação, que os nossos irmãos encontram forças em Cristo.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE