Cristãos perseguidos são gratos por suporte recebido

“Deus nunca deixa seus filhos e eu o louvo por isso”, afirma grupo que enfrenta as dificuldades da guerra nas Filipinas

| 22/12/2017 - 00:00


homem-em-oracao-nas-filipinas

Marawi é maior cidade na ilha de Mindanao, no sul das Filipinas, e também o centro do conflito entre o governo e o grupo Maute. Esses jihadistas afiliados ao Estado Islâmico fizeram os cristãos alvos de seus ataques, iniciados em maio deste ano. No dia 10 de dezembro, a Portas Abertas organizou uma reunião com as famílias afetadas pelo conflito em Marawi. No encontro, adoraram a Deus juntos, compartilharam comida, e se lembraram do quanto Deus tem os abençoado e sido fiel nestes momentos de dor.

Dayang*, esposa do pastor que organizou o encontro, agradeceu: “Quando a guerra começou, muitos nos ajudaram e ficaram aqui nas primeiras semanas, e depois foram embora, mas vocês (Portas Abertas) ficaram. Vocês nos deram arroz e nós tivemos algo para comer. Deus nunca deixa seus filhos e eu o louvo por isso”. Ela pede para que não se esqueçam de Marawi neste Natal, e pede orações para que possam sentir o cuidado de Deus e seguir em frente depois das grandes perdas durante a guerra.

Com todas as dificuldades, Dayang tem esperança de que possam superar o que está acontecendo agora e afirma: “Nós somos uma igreja em Marawi, corajosos filhos de Deus. Eles nos apedrejaram, mas nós perseveramos”. Neste Natal, louve a Deus por sustentar sua igreja em meio à guerra. Ore para que o Senhor continue os fortalecendo e sustentando. Que a alegria do Senhor seja a força deles em todo o tempo.

*Nome alterado por segurança.

Leia também
Cristãos perseguidos são visitados e amparados
Jihadistas queimam uma igreja
Sul das Filipinas é atacado por extremistas islâmicos


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE