Cristãos indonésios continuam enfrentando intolerância

A perseguição tem se intensificado conforme as eleições presidencial e legislativa se aproximam

| 22/01/2019 - 00:00

Cartazes foram fixados por moradores de Jagakarsa com os dizeres: "Nenhuma igreja é permitida em nossa vila de maioria muçulmana"

Cartazes foram fixados por moradores de Jagakarsa com os dizeres: "Nenhuma igreja é permitida em nossa vila de maioria muçulmana"


Diversos incidentes de intolerância religiosa contra cristãos continuaram em toda a ilha de maioria muçulmana durante dezembro de 2018 e janeiro de 2019. Os casos variam de vandalismo a túmulos cristãos, exigência de fechamento de igrejas, até comunidades banidas em celebrações cristãs em lugares públicos.

Representantes da Portas Abertas acreditam que esses incidentes tiveram início após a remoção de uma cruz de um túmulo cristão. Enquanto o símbolo não foi retirado por moradores muçulmanos, a família não pôde enterrar cristãos em cemitério público.

Cristãos continuam enfrentando hostilidade enquanto as eleições presidencial e legislativa, agendada para 17 de abril, estão se aproximando. Tendências históricas mostram que grupos minoritários são mais propensos a intimidações políticas e atos de intolerância religiosa próximo ao período das eleições, enquanto candidatos políticos buscam acumular votos de muçulmanos.

Pedidos de oração

  • Ore por sabedoria e resiliência entre os cristãos em resposta a esses desafios.
  • Interceda por uma eleição pacífica no país.
  • Peça a Deus para que haja estabilidade política após as eleições.

Leia também
Em busca de mulheres para liderança na Indonésia
Símbolo cristão é removido de túmulo na Indonésia
Governador cristão indonésio Ahok será solto da prisão


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE