Cristãos filipinos estão cautelosos

| 27/09/2016 - 00:00


27-mulher-orando-adorando-filipinas

Depois dos recentes ataques aos cristãos filipinos, as igrejas estão evitando os trabalhos de evangelização voltados aos muçulmanos. A hostilidade com os fieis tem sido cada vez mais elevada e aqueles que pregam o evangelho correm sério risco de vida. Em Mindanao, segunda maior ilha das Filipinas, a tensão entre o governo e os rebeldes muçulmanos tem colocado a igreja em uma posição cada vez mais delicada.  

No final do ano passado, nove agricultores cristãos de Mindanao foram sequestrados e mortos e, esse ano, muitos líderes cristãos que atuam nas pequenas ilhas já foram ameaçados. Já em Bangsamoro, a “Lei Básica” (um ato que prevê a abolição da Região Autônoma Muçulmana de Mindanao), os cristãos, especialmente os ex-muçulmanos, poderão experimentar uma perseguição ainda pior nas mãos dos líderes religiosos do islã.

A cada dia que passa, os muçulmanos estão conquistando autonomia e os grupos rebeldes estão unindo seus propósitos e suas ações como o foco sempre voltado para os cristãos, na tentativa de extinguir com a igreja existente no país. Mas a igreja mantem seu foco em Jesus, e segue evangelizando apesar das barreiras e das dificuldades. Em suas orações, interceda pela Igreja Perseguida nas Filipinas.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE