Cristão morre em ataque a igreja no Egito

| 16/08/2017 - 00:00


No dia 11 de dezembro de 2016, um homem-bomba de um grupo extremista islâmico entrou em uma igreja no Cairo e matou 25 pessoas. O pai de Marian, de 15 anos, foi uma das vítimas. Ela o segurava nos braços quando aconteceu. Mas isso não a fez duvidar do amor de Deus por ela.

A memória do incidente ainda está fresca na mente de Marian. “Naquele domingo, dias antes do meu aniversário, tomamos café da manhã juntos e nos divertimos muito. Ele estava muito feliz”. Depois da celebração na igreja, o pai pediu para que a estudante voltasse para casa fazer um chá. Enquanto ela fervia a água para fazer o chá, assustou-se com uma explosão.

Para os braços do Pai

Ela voltou para a igreja, onde todos estavam em pânico, e perguntou sobre o pai. “Apesar da fumaça branca, consegui encontrá-lo. Ele ainda estava segurando as chaves da igreja nas mãos. Eu coloquei a cabeça dele no meu colo e ele me entregou as chaves. Pediu para que eu cuidasse dos meus irmãos menores. Meu pai fechou os olhos com um sorriso cheio de paz, e foi para o céu”.

Muitas emoções diferentes atormentavam a cabeça de Marian nos dias após o ataque. “Ele foi um grande homem, um pai amoroso. Eu sentia tanta, tanta falta dele. Perguntei o porquê a Deus”. Nos meses seguintes, a tristeza e a amargura deram lugar à paz e ao amor. ""Eu vou à igreja a cada domingo e minha fé cresceu. Não sei o que amanhã trará, mas sei que Deus cuidará de mim”.

Pedidos de Oração

  • Peça por consolo e restauração na vida dos familiares de Marian.
  • Interceda pela vida dos extremistas que vivem na região, para que Jesus os alcance.
  • Ore pelos cristãos do Egito, que permaneçam firmes na fé apesar da perseguição.

Leia também
Morre soldado cristão no Egito
Cristão morre em delegacia após interrogatório


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE