Cristão é proibido de trabalhar em sua fazenda

| 04/10/2017 - 00:00


04-quirguistao-cristao-e-proibido-de-trabalhar-em-sua-fazenda

O pastor quirguiz Kimil* mora em uma pequena cidade do Quirguistão, onde vivem também muitas pessoas do Uzbequistão. Durante vários anos, o ex-muçulmano Kimil, sua esposa e os quatro filhos tinham seu próprio negócio, uma pequena fazenda de frangos. Ele também é pastor de uma igreja cristã local.

Além dessas atividades, o pastor dedicava-se a pregar o evangelho entre os muçulmanos uzbeques e quirguizes em sua cidade. As autoridades muçulmanas locais não gostaram dessa atitude, já que muitos muçulmanos decidiram seguir a Cristo por meio das pregações de Kimil. Por muitas vezes, tentaram prendê-lo, acabar com seu negócio e expulsá-lo da cidade.

Em 2017, o governo do país realizou diversas vistorias no país, e inspecionaram a fazenda de Kimil. Apesar de ter montado seu negócio de acordo com as leis e códigos do Estado, a fazenda recebeu muitas multas. Kimil as pagou e continuou trabalhando, mas neste mês autoridades proibiram a fazenda de funcionar, sem dar explicações. A criação de galinhas era a única fonte de renda da família. Hoje, a família vive um dilema: ficar e lutar ou deixar o ministério e ir para uma cidade grande a fim de sobreviver.

*Nome alterado por motivo de segurança.

Pedidos de oração

· Ore pelo pastor Kimil e sua família, peça pela proteção de Deus sobre eles.

· Interceda pela oportunidade de continuar o negócio e para que esta proibição seja desfeita.

· Coloque em oração as autoridades muçulmanas locais, para que conheçam a Jesus Cristo por meio da vida íntegra de Kimil.

Leia também

Cristão continua desempregado após ser liberado da prisão

Cristã que havia sido expulsa de casa agora pode voltar


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE