Cristã egípcia vítima de ataque faz cirurgia na Alemanha

Apesar de debilitada, Samiha consegue sorrir sob os curativos e dizer “obrigada”

Em dezembro de 2016, a cristã egípcia Samiha perdeu metade da face quando um homem-bomba atacou sua igreja durante o culto. Por um milagre, ela sobreviveu. E vários foram os milagres para chegar até aqui. No começo de dezembro de 2018, ela passou por sua primeira cirurgia na Alemanha.

Ainda internada, ela recebeu a visita de um contato da Portas Abertas. Aparelhos e tubos é o que se vê ao entrar no quarto, onde a frágil e cansada Samiha descansa. Devido à traqueostomia, ela não pode falar. Eles começaram restaurando a mastigação e a respiração. A primeira cirurgia foi bem-sucedida, mas intensa e invasiva. Por isso, ela sente muita dor e tem que tomar analgésicos fortes.

O marido dela, Qalini, chega para ver a esposa. Eles estão hospedados em um monastério próximo ao hospital, mas agora que Samiha está internada para tratamento, eles têm que ficar separados. Ele diz: “Eu visito minha esposa todos os dias. Eu gostaria de ficar aqui no quarto com ela, mas não é permitido, então ela passa as noites sozinha”.

Nosso contato conta para o casal de cristãos egípcios que muitas pessoas estão orando por eles e lhes mostra algumas mensagens das redes sociais. Há um diácono que acompanha a visita e traduz. Samiha ouve com olhos cansados. Mas um sorriso aparece sob os curativos. Ela coloca a mão no rosto e só movendo os lábios, diz: “Obrigada”.

Pedidos de oração

Leia mais
Cristã egípcia vítima de ataque se trata na Alemanha
“Deus tinha outros planos para mim”
“Nossa vida está nas mãos de Deus”