Cristã é atacada por marido

Em ataque, homem matou também seus filhos gêmeos recém-nascidos

| 23/01/2018 - 00:00

A fé de Regina levou o marido muçulmano a cometer o crime (Foto representativa por razões de segurança / Crédito: IMB.ORG)

A fé de Regina levou o marido muçulmano a cometer o crime (Foto representativa por razões de segurança / Crédito: IMB.ORG)


A cristã ugandesa Regina Navatovu, de 35 anos, é do vilarejo de Bumogolo, no distrito de Rakai. Seu marido, o muçulmano Asuman Sekiddeo, sempre a pressionou para se converter ao islamismo. No final de 2017, ele começou a acusá-la de ter um caso extraconjugal. Quando ela engravidou, ele disse que não era dele. Antes de se mudar para a ilha de Kalangala, onde abriria um pequeno negócio, ele começou a ameaça-la.

Regina ficou em Rakai com os outros filhos e, no dia 18 de dezembro, deu à luz gêmeos. Ela mandou avisá-lo e ele veio visitar a família no dia 22. Mas naquele mesmo dia, ele atacou a esposa e os recém-nascidos com um machete (faca grande usada para cortar mato ou plantas). Os vizinhos intervieram e levaram Regina e os bebês para a delegacia mais próxima, mas os bebês não sobreviveram. Regina perdeu a mão direita e alguns dedos da mão esquerda no ataque. A cristã perseguida está internada e continua muito fraca e traumatizada.

Fontes locais disseram à Portas Abertas que, embora a mídia tenha relatado o caso como sendo de adultério, a questão real não era a paternidade dos bebês, mas sim a fé de Regina. “Assim que eles se casaram, Asuman tentava convertê-la ao islã, mas ela sempre resistiu, causando muita discórdia entre o casal. Nos últimos tempos notamos o aumento de casos de violência doméstica em lares em que mulheres cristãs são casadas com muçulmanos”, informa uma fonte.

Dois jornais nacionais de Uganda, The New Vision e The Daily Monitor, publicaram que Asuman “havia planejado o ataque horas antes de executá-lo”. Ele foi preso e acusado. Os oficiais do governo disseram que vão buscar justiça para Regina e os bebês.

Pedidos de oração:

  • Peça para que o Senhor ministre ao coração dessa cristã perseguida por sua fé, trazendo cura do trauma e conforto pelas perdas.
  • Ore pelos outros filhos, para que também sejam curados de todo trauma.
  • Clame para que seja feita justiça e pela salvação de Asuman.
  • Interceda para que a igreja local dê um forte testemunho do amor de Jesus diante dessa situação.

Leia também:
Cristã ugandesa é alvo de perseguição
Consequências para quem decide seguir a Cristo


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE