Confrontos podem afetar minorias cristãs

| 29/09/2015 - 00:00


29_Turkey_0250001142

Segundo informações da imprensa local, a Aliança Evangélica Mundial vai inaugurar o Museu do Genocídio Armênio, na cidade libanesa de Byblos. O ocorrido também será tema de uma exposição de artes e de um filme, que serão lançados na cidade turca de Istambul.

Segundo relatórios da Portas Abertas: ""Desde julho de 2015, o nacionalismo violento surgiu novamente na Turquia quando o PKK (Parti Karkerani Kurdistan - Partido dos Trabalhadores do Curdistão) atacou as forças armadas e os policiais turcos"".

Muitos enxergam isso como um retorno aos anos 90. O nacionalismo do país sempre foi a principal causa para a negação do genocídio armênio. Embora tenha havido movimentos cautelosos por parte do governo turco, nos últimos anos, os novos confrontos podem ter repercussões para outras minorias, em especial para os cristãos.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE