Ataque a igrejas deixa 14 mortos e mais de 70 feridos no Golfo Pérsico

O grupo Talibã confirmou a autoria dos atentados

| 16/03/2015 - 00:00

No local do atentado do Talibã residem mais de 100 mil cristãos

No local do atentado do Talibã residem mais de 100 mil cristãos


Os atentados ocorreram durante as orações em duas igrejas onde vivem mais de 100 mil cristãos. O médico Mohammad Saeed Sohbin informou que 14 corpos e mais de 70 feridos chegaram ao Hospital Geral, situado nas proximidades do local dos atentados.

Zahid Pervez, principal autoridade da área de saúde, confirmou o número de mortos e acrescentou que 78 pessoas ficaram feridas nos dois ataques. Vidros de janelas partidos, sangue e sapatos estavam espalhados por todos os lados nos locais onde ocorreram as explosões.

Em e-mail, um porta-voz do Movimento Talibã no Golfo Pérsico, Ehsanullah Ehsan, reivindicou os “atentados suicidas”. Os talibãs da região multiplicaram-se desde 2007, quando atacaram as forças de segurança do país, que acusam de apoiar a guerra norte-americana contra o terror e as minorias religiosas da nação.

Em setembro de 2013, uma facção talibã reivindicou um atentado similar à saída de uma igreja, depois de uma reunião de domingo. Com 82 mortos, aquele foi o maior ataque à minoria cristã já registrado na história do país. Os cristãos representam 2% da população local.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE