Ataque à igreja ortodoxa faz 5 mortos

Um homem armado abriu fogo contra os fiéis que saíam da igreja, matando 5 mulheres e ferindo outras 4 pessoas

| 20/02/2018 - 00:00

Igreja ortodoxa na Rússia (Foto representativa por razões de segurança)

Igreja ortodoxa na Rússia (Foto representativa por razões de segurança)


Um homem armado matou cinco pessoas em uma igreja ortodoxa russa no último domingo, 18. O incidente aconteceu na cidade de Kizlyar, na província do Daguestão, localizada na região do Cáucaso, que é predominantemente muçulmana. A prefeitura da cidade identificou o responsável pelo ataque como Khalil Khalilov, de 22 anos, também do Daguestão. Ele foi morto na troca de tiros com agentes de segurança. Oficiais informaram que além das cinco vítimas fatais (todas mulheres), quatro outras pessoas ficaram feridas no ataque, dos quais três faziam parte da Guarda Nacional Russa.

O Estado Islâmico assumiu a responsabilidade pelo ataque através de um anúncio na agência de informação do próprio grupo, Amaq. Mas não providenciou nenhuma evidência para confirmar sua participação. A polícia disse que o homem usou um rifle de caça e abriu fogo contra as pessoas que participavam de uma festividade cristã. Há relatos de que o atirador estava acompanhado de uma mulher, que fugiu da cena do crime.

Um líder cristão local disse que o atirador abriu fogo contra os fiéis quando saíam da igreja na tarde de domingo. “Um homem de barba correu em direção à igreja gritando 'Allahu Akbar' (Deus é grande, em árabe), e matou as pessoas”, testemunha. O Comitê de Investigação abriu um inquérito sobre o caso.

No Daguestão, uma forma conservadora do islamismo ultrapassou o islamismo tradicional praticado na região. De acordo com as pesquisas da Lista Mundial da Perseguição, os cristãos do Daguestão enfrentam pressão, principalmente os cristãos ex-muçulmanos. Os muçulmanos que se convertem ao cristianismo são comumente vistos como traidores por abandonar o islã em favor de uma fé que é associada com o “inimigo” da Rússia. Ore por esses irmãos perseguidos na Rússia.

Leia também:
Cristãos da Rússia entram em conflito
Rússia quer voltar a ser uma potência mundial
Será que a Rússia está “brincando com fogo”?


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE