Advogado de cristãos presos tem acesso negado a seus clientes

| 04/12/2014 - 00:00


04_Iran_0260100005

Os pastores Behnam Irani e Matthias Haghnejad, e o diácono Silas Rabbani receberam, cada um, sentenças de seis anos de prisão em outubro. O apelo, também conhecido como julgamento de segunda instância, aconteceu no final de novembro, no Tribunal Revolucionário de Karaj. O resultado ainda não foi divulgado.

Seu advogado, Vahid Moshkani Farahani, disse que só lhe foi permitido se reunir com seus clientes no dia do julgamento; os vários pedidos para se encontrar com eles nos dias anteriores foram rejeitados. Ele também expressou preocupação com o bem-estar do pastor Irani, que está doente e tem sido privado de assistência médica adequada.

Os três cristãos foram obrigados a cumprir a pena de seis anos em locais remotos; o pastor Haghnejad e o diácono Rabbani foram levados para Minab, no Golfo Pérsico, e Irani condenado a cumprir a sua pena no sul da cidade de Zabol.

A sentença adicional de seis anos imposta ao pastor Irani significa que ele vai servir um total de 12 anos de prisão. Leia mais sobre o caso dele aqui.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE