A pequena Debbie pode voltar a enxergar

No ataque da Páscoa em 2019 no Sri Lanka, ela perdeu os pais e a visão dos dois olhos

| 20/05/2022 - 08:00

Da esquerda para direita: a avó de Debbie, sua tia Rebekah, Debbie, sua tia Vathany, seu irmão Rufus e o marido de Vathany

Da esquerda para direita: a avó de Debbie, sua tia Rebekah, Debbie, sua tia Vathany, seu irmão Rufus e o marido de Vathany


Depois de três anos do ataque de Páscoa no Sri Lanka, parceiros locais da Portas Abertas visitaram Debbie e descobriram que muitas coisas mudaram na história da família. Debbie estava prestes a começar um tratamento que poderá, possivelmente, restaurar a visão de um olho. 
 

Debbie os recebeu com muitos sorrisos e parecia estar se sentindo ela mesma de novo. A menina tímida, quieta e com a cabeça sempre baixa não estava mais ali. Debbie falava alto, estava animada e conversava entusiasmada com seu irmão mais velho, Rufus. 

“Vamos passear no shopping”, combinavam Debbie e Rufus. Eles estavam planejando o que fariam quando Debbie voltasse a enxergar. Ela perdeu os pais e a visão dos dois olhos em 2019, no ataque da Páscoa. A jornada de recuperação física e emocional tem sido longa e árdua, mas Debbie e a família puderam experimentar a bondade de Deus em todo tempo.  

Em março de 2022, Debbie viajou para a Índia com Rufus e os tios. Médicos disseram que existe uma pequena possibilidade de restaurar a vista de um olho. “Isso requer múltiplas cirurgias antes de conseguirmos transplantar um olho”, disse a tia Vathany. Ainda assim, permanece a esperança de que, um dia, Debbie volte a enxergar.

A família de Debbie 

Desde 2019, Vathany e outros tios estão ajudando a cuidar de Debbie e Rufus. Rebekah, tia de Debbie, se casou recentemente e deve se mudar para outra localidade.

“Depois da cirurgia, quando eles tirarem o curativo, Rufus Anna (expressão que significa irmão mais velho, em tamil) deve ser a primeira pessoa que verei”, Debbie disse para a família. A tia contou: “Um dia, estávamos levando Debbie para um check-up médico. Deixamos Rufus em casa, mas quando estávamos a certa distância de casa, Debbie pediu a companhia de Rufus. Ela não parou de chorar, então tivemos que voltar para casa para buscar o irmão”.

Na ausência dos pais, os irmãos cresceram apegados um ao outro. Eles eram inseparáveis. Enquanto Rufus tem se desenvolvido bem na escola, Debbie luta para fazer as lições em braile. Vathany compartilhou que “uma professora a ensina em braile, mas Debbie acha difícil aprender porque não nasceu nessa realidade. Antes do ataque, ela ia à escola e aprendeu o alfabeto tamil (língua do Sri Lanka) como as outras crianças. Então seus estudos não têm ido muito bem”. 

Obrigado por ser parte da jornada de cura de Debbie. Por favor, continue orando por ela, Rufus e o resto da família.

Um Com Eles

Grupos extremistas fazem grandes ataques em datas comemorativas, geralmente no Natal e Páscoa, e muitos irmãos ficam feridos e prejudicados, como aconteceu no Sri Lanka em 2019. Com uma doação, você pode ajudar outros cristãos e crianças que viveram situações similares sob a violência no Sri Lanka.  

Pedidos de oração 

  • Ore pelos meses que Debbie precisará passar na Índia para múltiplas cirurgias, para que elas corram bem, que Debbie tenha rápida recuperação e que ela volte a ver. Que Deus dê sabedoria aos médicos e cirurgiões que cuidarão dela. 
  • Ore por outras famílias impactadas pelo ataque de 2019, para que Deus conceda provisão e que a paz e a alegria do Senhor encham seus corações diariamente. 
  • Agradeça pelo cuidado de Deus com a família de Debbie, pelos recursos e pela fé em seus corações. 




Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE