A cristã Asia Bibi é absolvida no Paquistão

Suprema Corte decide pela libertação da cristã perseguida, que estava há oito anos no corredor da morte

Atualizado às 11h45 em 31/10/2018

A Suprema Corte do Paquistão ordenou a imediata soltura de Asia Bibi, a mulher cristã que ficou oito anos no corredor da morte. De acordo com a decisão oficial, a acusação falhou em apresentar provas acima de qualquer dúvida. Os juízes citaram o alcorão (livro sagrado do islamismo) extensivamente e outras escrituras islâmicas, dizendo entre outras coisas que os não-muçulmanos devem ser tratados com gentileza.

“Ficamos aliviados ao saber que a Suprema Corte Paquistanesa retirou as acusações contra Asia Bibi – acusações que eram baseadas simplesmente em sua identidade cristã e falsas acusações contra ela. Essa decisão nos dá esperança de que o Paquistão irá dar outros passos em direção à liberdade de religião e direitos humanos no país”, declarou um porta-voz da Portas Abertas Internacional.

Neste meio tempo, os cristãos paquistaneses pediram que a comunidade cristã internacional ficasse em oração. Alguns dias atrás, Khadim Hussain Rizvi, líder do grupo extremista Tehreeq Labek Pakistan, convocou em um vídeo todos seus seguidores para sair às ruas e estar prontos para morrer caso o veredito fosse favorável a Asia Bibi.

Cristãos se preocupam com possíveis retaliações

Cristãos da região afirmam que “esta é uma situação altamente tensa e ameaçadora para as minorias religiosas, especialmente para os cristãos, e há medo de perseguição e ataques às suas igrejas e propriedades. Portanto, apelamos ao governo do Paquistão e à Suprema Corte que considerem a ameaça feita por Khadim Rizvi. Também apelamos ao governo e às agências protetoras da lei que aumentem a segurança e assegurem que tropas militares estejam em posição para proteger a vida e as propriedades das minorias religiosas, principalmente dos cristãos e igrejas”.

Ao mesmo tempo, líderes cristãos aconselham os fiéis a se comportarem de maneira digna de Cristo. “Convocamos os cristãos em todo o país e no mundo a orar e proclamar nosso direito à justiça, mas para fazê-lo como imitadores de Cristo. Em resposta ao veredito, se abstenham de fazer qualquer comentário que possa ser usado contra vocês”, declaram.

Alguns escritórios e escolas foram fechados. Cristãos que têm filhos em escolas de maioria muçulmana estavam preocupados e pedem oração para que não sejam reconhecidos como seguidores de Jesus, que não chamem a atenção e voltem em segurança para casa.

A Agência France Press (AFP) relata que Asia Bibi parecia não acreditar quando ouviu que o Chefe de Justiça do Paquistão, Saqib Nisar, havia anulado sua condenação quase oito anos depois de ter sido condenada à morte. “Eu não acredito no que estou ouvindo. Vou sair agora? Eles vão me soltar mesmo? Não sei o que dizer, estou muito feliz, não acredito nisso”, disse da prisão a cristã por telefone à AFP.

Segundo o tribunal, Asia Bibi foi liberada imediatamente após o veredito, mas não foi mencionado se alguma medida de segurança foi tomada para protegê-la. Manifestações aconteceram nas principais cidades do país, com cerca de mil pessoas bloqueando as principais estradas de Islamabad e várias ruas na cidade portuária de Karachi.

Pedidos de oração

Leia mais
Detalhes da audiência de Asia Bibi
Apelo de Asia Bibi é ouvido pela justiça paquistanesa
Caso de Asia Bibi será novamente ouvido pela Suprema Corte
Caso de Asia Bibi poderá ser decidido em breve