Cristãos fogem após serem ameaçados de morte

Cinco famílias cristãs escondem-se após ameaças feitas contra um jovem de 18 anos acusado de blasfemar contra o islamismo

10-paquistao-0370100023-cistaos-fogem-apos-serem-ameacados-de-morte

Sonu Arshad, que vive na remota aldeia de Sukheki, a 200 quilômetros ao norte de Lahore, pertence a uma dessas famílias, que são os únicos cristãos da aldeia. As famílias fugiram na sexta-feira, 3 de novembro, depois que uma página em uma rede social, passando-se pelo canal de televisão local Madhani, publicou uma fotografia do adolescente e pediu aos moradores que "queimassem sua igreja e o levassem à pena de morte".

Houve rumores de que uma multidão se formou após uma reunião de oração da comunidade muçulmana. Porém, o chefe da polícia da cidade vizinha, Daska, disse à Portas Abertas que a situação está "sob controle" e que uma acusação já foi feita contra as pessoas (não identificadas) que criaram a falsa página na rede social.

"Não há provas de que Arshad tenha cometido algum crime", disse uma autoridade local. "Essa é uma falsa acusação e o caso foi encaminhado para a Agência Federal de Investigação para identificar os culpados". O canal de televisão Madhani não comentou ou respondeu ao uso de seu logo na acusação contra o adolescente. Isso significa que o caso não recebeu muita cobertura na mídia paquistanesa, para o alívio da comunidade cristã.

O conselheiro cristão local Naseer Ghulam disse que não sabe para onde as famílias foram. "Ninguém sabe a razão de terem acusado Arshad por meio dessa campanha online de difamação", acrescentou. O Paquistão, 4º colocado na atual Lista Mundial da Perseguição, tem uma das mais rigorosas leis de blasfêmia no mundo, e ela já foi usada contra minorias religiosas muitas vezes. Vários cristãos foram mortos no país após acusações de blasfêmia e outros presos, incluindo a Asia Bibi, que está no corredor da morte desde 2010.

Pedidos de Oração

  • Ore pelas cinco famílias cristãs que precisaram deixar o lar para buscar proteção. Que o Senhor os proteja e os console.
  • Interceda pela investigação do caso e para que Arshad seja considerado inocente.
  • Clame pelos muçulmanos extremistas da região, que sejam alcançados pelo amor de Deus em Cristo Jesus.

Leia também
Cristão de 17 anos foi espancado até a morte em Punjab
O que pensa sobrevivente de um ataque suicida à igreja