Como foi a última Tarde de Oração de 2017

Cristãs de São Paulo se reuniram para interceder pela Igreja Perseguida

11-brasil-como-foi-a-ultima-tarde-de-oracao-de-2017

Durante a tarde de ontem (10), cristãs de São Paulo se reuniram para louvar e interceder pela Igreja Perseguida. O ministério de mulheres da Portas Abertas, Mulheres do Caminho, organiza os encontros durante o ano para que as mulheres se encontrem, compartilhem um tempo de qualidade e, principalmente, lembrem-se da parcela da família da fé que enfrenta a perseguição todos os dias.

Em um tempo de edificação, as cristãs aprenderam mais sobre a situação das crianças cristãs do Iraque e da Síria, que são bastante atingidas pela perseguição. Também puderam orar por elas e clamar ao Senhor por misericórdia e graça por essas nações, onde o cristianismo existe há quase dois mil anos e os cristãos lutam para sobreviver.

Áurea, parceira da Portas Abertas, esteve na Tarde de Oração e compartilha sua experiência: “Cada vez que eu venho aqui, eu me emociono. Eu me sinto privilegiada de poder estar aqui e conhecer essa realidade que parece tão distante, mas está muito perto”. A jovem cristã Michele esteve pela primeira vez no evento. “Antes de conhecer a Portas Abertas, eu não sabia que os cristãos eram perseguidos. Estou muito feliz de estar aqui e quero voltar”, compartilha ela.

Pedidos de oração

  • Agradeça ao Senhor pela oportunidade que a igreja brasileira tem de orar e louvar em alta voz, sem preocupar-se com a perseguição.
  • Peça a Deus que abençoe e cuide dos cristãos e de seus filhos no Iraque e na Síria.
  • Ore pelo Mulheres do Caminho, ministério que leva a causa da Igreja Perseguida a cada vez mais cristãs brasileiras.

Leia também

Mais da metade dos cristãos partiu da Síria e do Iraque