Igrejas são fechadas por falta de licença

Acordo entre líderes muçulmanos e governo impede que igrejas tenham permissão legal para funcionar

14-indonesia-homem-nas-ruas

Três igrejas cristãs foram fechadas nos meses de março, julho e agosto desse ano em Cilegon, na província de Banten, na Indonésia, por não possuírem licença de construção. Uma das igrejas continuou com os cultos dominicais mesmo após a ordem de fechamento em julho, o que a levou a ser forçadamente fechada em agosto.

Atualmente há 21 igrejas registradas no Corpo de Cooperação Interdenominacional de Cilegon. De acordo com o presidente do orgão, Steven Polii, todas as igrejas enfrentam o mesmo problema – não conseguir obter a licença oficial. Há um acordo entre os líderes muçulmanos locais e o governo para que nenhuma igreja seja permitida em Cilegon, para preservar sua identidade muçulmana.

Mas as igrejas não desistem da luta. “Vamos continuar nossos cultos de domingo normalmente apesar da ordem de fechamento, porque conhecemos nossos direitos. A Constituição garante liberdade de religião. Não somos nós que estamos desobedecendo a lei. Nós pedimos, mas nunca obtemos a licença”, desabafa o líder de uma igreja.

Esses casos fazem parte das centenas de igrejas fechadas, todas pela mesma razão: falta de permissão legal. Ore para que Deus dê ousadia e sabedoria aos líderes das igrejas para lutarem pelos seus direitos. Peça também que o governo atue com justiça, concedendo os direitos aos grupos religiosos minoritários em todas as partes da Indonésia.

Leia também
Lei de blasfêmia restringe atividades religiosas
As pequenas igrejas nas montanhas da Indonésia