Cristãos perseguidos na Nigéria fogem para sobreviver

Há anos, ataques contra cristãos ocorrem no norte da Nigéria mas as autoridades fecham os olhos para a situação

04-nigeria-populacao-deslocada-

Um pai e filho foram mortos, e três mulheres e um bebê sequestrados, em um ataque no norte de Kano, na Nigéria, em uma região de maioria muçulmana. Por volta das oito horas da manhã do dia 15 de agosto, homens armados, possivelmente muçulmanos locais, atacaram a casa do cristão Baba Kale Dankali, de 62 anos, e o mataram. O filho, Micah Kale, de 20 anos, ouviu o tiro e saiu para ver o que aconteceu. Ele encontrou o pai morto. Ao expressar seu lamento, os atacantes o escutaram, voltaram e o mataram também. As viúvas das vítimas fugiram com os filhos.

Os homens armados também atacaram outras famílias cristãs, sequestrando três mulheres e um bebê. O medo levou muitos cristãos a fugir e trouxe memórias de ataques anteriores. Os moradores afirmam que esse ataque faz parte da perseguição com o objetivo de tirar todos os cristãos da região. Outros incidentes já aconteceram antes: igrejas e cristãos já haviam sido atacados, acusados de crimes religiosos com o islamismo e mortos. Por isso, muitos já deixaram a área. Em 2007, várias igrejas foram queimadas. As empresas e as casas de não-muçulmanos foram saqueadas e destruídas, forçando os proprietários a fugir.

Descaso e impunidade
Apesar das autoridades locais dizerem que lamentam os atos de violência, ela continua. Um líder cristão local disse que anos de impunidade tornam os cristãos um alvo fácil, pois os extremistas podem atacar ou sequestrar os cristãos em troca de resgate, com a cumplicidade de algumas autoridades locais. Assim, muitas tentativas de levar os casos para a polícia falharam e a investigação foi negligenciada.

Um colaborador da Portas Abertas visitou recentemente a comunidade e confirmou que os cristãos estão em grande dificuldade. Cada vez que tentaram reconstruir as igrejas destruídas durante os ataques de 2007, os muçulmanos locais destruíram tudo durante a noite. “O governo não está fazendo nada para impedir os habitantes locais desse vandalismo”, disse ele. Isso tornou-se desencorajador e algumas igrejas decidiram vender as terras ao governo e reconstruir as igrejas em outros lugares. Porém, alguns são obrigados a se reunir para adorar nas ruínas da igreja. Coloque essa comunidade em suas orações. Peça a Deus que leve justiça divina para os cristãos perseguidos de Kano. Ore também para que o Espírito Santo toque o coração dos perseguidores.

Leia também
“Eu me identifico com os pais do Chibok”
Crianças têm acesso a escolas cristãs no norte do país