Uma mulher de coragem

Cristã vietnamita compartilha seu testemunho e conta como é a vida da igreja num país onde o comunismo impera

10-brasil-esther-do-vietna

Esther* é uma cristã vietnamita perseguida, que esteve no Brasil dando seu testemunho, entre os meses de abril e maio, e deixou muitos exemplos de vida e também inspiração para a igreja brasileira. Ela e seu marido Daniel* já enfrentaram momentos difíceis por amar a Cristo. Em entrevista à Portas Abertas, ela conta um pouco da sua história.

Ao ser questionada sobre o maior desafio enfrentado pelos cristãos que vivem no país comunista, ela responde: “Manter a fé em Deus em meio à perseguição, porque é bem mais fácil ser apenas um cristão que vai à igreja. Porém, quando você se envolve de verdade, se coloca em perigo. Existem milhares de cristãos em qualquer país, mas ser cristão no Vietnã significa perder a vida”.

Ela também conta que a igreja antes do comunismo era muito fraca se comparada ao que é agora. “Naqueles dias era muito difícil alguém se tornar cristão, Mas hoje, quando você compartilha o evangelho, muitos o recebem. Deus usa situações ruins para mudar o coração de muitas pessoas”, explica. Você pode ler mais sobre a entrevista de Esther na Revista Portas Abertas deste mês, nas páginas 10 e 11. Se você deseja receber a revista mensalmente, clique aqui para mais informações.

Continue orando pela Igreja Perseguida no Vietnã, país que ocupa o 17º lugar na atual Lista Mundial da Perseguição. Por não negar o nome de Cristo, muitas famílias estão vivendo desabrigadas, perderam suas propriedades e enfrentam muita hostilidade tanto da sociedade quanto do governo.

*Nomes alterados por motivos de segurança.

Leia também
Ore pelos cristãos que perderam suas propriedades
Como vivem os cristãos no Vietnã

 

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário

*
*
 
*
*Campos obrigatórios